Sob os auspícios da ‘Imperatriz Constante’, fiéis celebram o dia votivo à Nossa Senhora da Penha

Compartilhe:

Ainda estava escuro quando o relógio da Sé Catedral deu doze badaladas, anunciando o início de um novo dia. No céu da cidade episcopal de Crato, fogos ecoaram, celebrando o 1º de setembro, uma data significativa para a cidade e toda a Igreja Diocesana.

A Solenidade de Nossa Senhora da Penha, realizada na Sé Catedral às nove horas da manhã e presidida por Dom Magnus Henrique, bispo diocesano, foi o ponto alto deste dia festivo. Fiéis devotos vindos de diversas regiões entoaram cânticos em louvor à Excelsa padroeira, venerada como a “Imperatriz Constante” desde tempos remotos.

Neste ano, em comemoração ao 3º ano vocacional no Brasil, os devotos da Augusta Senhora refletiram sobre o tema: “Senhora da Penha, Mãe do Senhor, daí a nossa vocação um novo ardor”. Durante os dias de retiro espiritual comunitário, convidaram a todos a se inspirarem na escola de Maria, aquela que disse sim a Deus.

“Contemplamos com admiração a sua beleza espiritual, que é um modelo de santidade para todos os filhos de Deus que Cristo alcançou para nós. A festa de Nossa Senhora da Penha nos convida a voltar nosso olhar para Maria, na vida da Igreja e de cada cristão. Ela é a Rainha que trouxe em sua vida a coroa imperecível da Fé, do seu sim a Deus e da prontidão em servir a Isabel. Maria é a Mãe da confiança, da esperança, Mãe de todos os povos e modelo para toda a Igreja”, destacou Dom Magnus.

O itinerário festivo continuou ao longo do dia. À tarde, outra missa foi celebrada na Sé Catedral. Pouco antes de anoitecer, uma grande procissão conduziu a imagem pelas ruas da cidade. Desde a concentração na calçada em frente à matriz, um mar de pessoas formou um cortejo atrás do carro-andor que trazia a suntuosa imagem de Nossa Senhora. Idosos, crianças, jovens e adultos, juntamente com sacerdotes, religiosos e o Povo de Deus, entoaram uma só prece de gratidão.

A solenidade dos atos litúrgicos se somou às expressões cativantes de devoção e piedade popular. Com as mãos erguidas e velas acesas, entoaram os mais belos cânticos em honra a Maria, que é honrada e venerada nesta Igreja Particular como Senhora da Penha. O evento culminou com a benção do Santíssimo Sacramento e o canto do “Te Deum”, em ação de graças, encerrando mais uma festa inesquecível.

 

Galeria completa disponível no link: 1º de setembro

Por Jornalista Mychelle Santos / Assessoria de Comunicação

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts