Missa do dia 20: não desanimar, mas manter a esperança, caminhando para o Senhor

Compartilhe:

“Do Céu, pedirei a Deus por todos vocês”. Confiantes nessas palavras do Padre Cícero Romão Batista, os romeiros e devotos vivenciam mais um dia 20, embora sem participar presencialmente, enquanto assembleia orante, da Missa em sufrágio da alma do querido padrinho. As medidas de segurança para conter a disseminação do novo coronavirus ainda vigoram no Ceará, especialmente em Juazeiro do Norte. Por isso, pelo 4º mês, oferecem as suas homenagens de gratidão em suas Igrejas domésticas.

Assim, neste sábado, dia 20 de junho, celebrando também a memória do Imaculado Coração de Maria, a quem o Padre Cícero tanto ensinou a amar piedosamente, os romeiros participaram espiritualmente da Eucaristia, representados nas bandeiras do Nordeste distribuídas nos bancos da Capela do Socorro. A Santa Missa foi presidida pelo bispo diocesano de Crato, Dom Gilberto Pastana, concelebrada pelo pároco e reitor da Basílica Santuário, Padre Cícero José da Silva, e pelo vigário paroquial, Padre Antônio Romão.

Na homilia, o bispo disse que “o povo de Deus não desanima, mas mantém a esperança caminhando para o Senhor”, a exemplo dos peregrinos que iam ao Templo de Jerusalém, no Evangelho que narra a perda e o encontro do Menino Jesus (Cf. Lc 2, 41-51).

“Maria é modelo para todos nós na nossa jornada de fé. Aprendamos com o Imaculado Coração a cuidar, a perceber e a compreender os mistérios de Deus em nossa vida, crescendo no seguimento a Jesus Cristo”, refletiu Dom Gilberto.

Romeiro de verdade vive na fraternidade

Ao fim da Missa, o bispo de Crato exortou os romeiros e demais fiéis a redobrarem os cuidados para evitar o contágio do novo coronavírus, observando as recomendações das autoridades de saúde quanto à higienização das mãos, ao uso das máscaras protetivas e, principalmente, evitando aglomerações. A curva de contaminação no Nordeste ainda não diminuiu. Dados do Ministério da Saúde apontam que os estados dessa região correspondem a 31,2% de todos os registros da doença no País, atrás apenas do sudeste que continua registrando a maior fatia de casos.

“Muita prudência, zelo e cuidado com a vida. É muito melhor aguardarmos com paciência. Nada de pressa, nem exageros. Vamos manter a tranquilidade, pedindo, sempre, a inspiração e a força de Deus para, no momento certo, começarmos, gradativamente, o retorno às atividades. Enquanto isso, vamos nos alimentando da Palavra de Deus e fortalecendo a Igreja doméstica, em casa, acompanhando as celebrações pelas transmissões. Importante é termos esses momentos que nos fortificam, nos encorajam e nos libertam”, orientou Dom Gilberto à nação romeira e aos demais fiéis.

 

Por: Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação
Fotos: Rozelia Costa/Basílica Santuário

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts