Mártir Benigna Cardoso: Missa em preparação à Beatificação é celebrada pelo bispo diocesano

Compartilhe:

A cada dia 24 de cada mês, na Paróquia Senhora Santana, em Santana do Cariri, uma missa será rezada em preparação para a Beatificação da Mártir Benigna Cardoso, em comunhão com todas as paróquias da Diocese de Crato. Neste mês de março, o celebrante foi o bispo diocesano, Dom Magnus Henrique, que pela primeira vez esteve visitando a comunidade paroquial.

Mesmo com a chuva pairando sobre a cidade, a população católica de sede e das zonas rurais da cidade, e também de paróquias circunvizinhas, lotaram o interior da Igreja Matriz para participar da celebração. No patamar, a banda de música municipal acolheu o pastor diocesano, ao som do hino da cidade.

Adentrando à matriz, logo no inicio do corredor, ao lado direito, uma parada mais que especial: o local onde estão guardados os restos mortais da futura Beata do Ceará. Ali, Dom Magnus se ajoelhou e rezou à “Heroína da Castidade”. Dali, seguiu o percurso, foi acolhido calorosamente pelos fiéis que o aguardavam. A missa, começou logo em seguida, concelebrada por padres da Diocese, sendo transmitida pelos canais digitais da Diocese e também através das ondas do rádio.

Em sua homilia, Dom Magnus falou do seu contentamento em, pela primeira vez, visitar a terra da Mártir Benigna. “Minha alegria em celebrar nesta paróquia, neste solo tão sagrado, onde foi derramado o sangue da futura Bem-aventurada Benigna. O sangue dos mártires é o sangue que anima a Igreja, que torna a Igreja semente de esperança e compromisso, que torna a Igreja um sinal profético da presença de Deus”, disse.

O sentimento de alegria também é partilhado pela senhora Iranir, de 87 anos, em ver os passos do processo de beatificação sendo dados. Ela é irmã de criação da futura Beata Benigna Cardoso. “A gente não têm palavras para descrever o tamanho da felicidade. Ela [ Benigna ] era uma menina muito boa, compreensiva, muito simples, caridosa, cuidava muito bem da nossa avó, ia com ela para a igreja. Era temente a Deus, não perdia uma missa. . É merecedor esse momento pra ela, e se Deus quiser vai dar certo”, contou emocionada. Ela junto da outra irmã, a senhora Teresa Constantino, participaram da celebração, e ao final, presentearam o bispo diocesano com uma imagem de Benigna.

 

Por Jornalista Mychelle Santos (MTE 4543/CE) – Assessoria de Comunicação

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts