Jubileu de Prata Sacerdotal: Padre Francisco Luís celebra 25 anos de sua ordenação

Compartilhe:

Há 25 anos o então diácono Francisco Luis do Nascimento era ordenado padre para a Igreja de Cristo. Aquele dia 12 de dezembro, celebrado em 1995, marcou a vida do neo sacerdote. Passaram-se os anos e neste sábado, dia 12 de dezembro de 2020, bispo dom Gilberto Pastana, com padres, e povo de Deus se reuniram, na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, em Juazeiro do Norte, para celebrar, com ele, o jubileu de prata sacerdotal.

Ao som da banda de música municipal, o corpo litúrgico saiu em procissão da escola Amigos do Saber em direção a Matriz paroquial. No percurso, os moradores e paroquianos aguardavam o aniversariante com acenos e demonstrações de carinho.

Em sua homilia, Dom Gilberto felicitou o jubilando, fazendo votos de uma vocação consolidada e feliz na realização da vontade do Pai. “Continue sendo, padre-pastor, dedicado, generoso, acolhedor e aberto aos serviços nessa comunidade paroquial e em nossa Diocese de Crato. Deixe-se sempre prescindir da Graça de Deus. Ela é quem vos faz ser o que sois. Lembre-se, a vocação ainda não está concluída, você ainda não está totalmente feito, acabado. Mas, na medida em que segue o mestre, estará sendo sempre formado pela Graça de Deus”.

No rito eucarístico da Santa Missa, Dom Gilberto passou a presidência para o Padre Francisco, que elevou o Sacrifício de Louvor na Igreja Matriz de Nossa Senhora Auxiliadora, em Juazeiro do Norte, onde ele é pároco desde janeiro de 2018.

25 anos de serviço junto ao povo

Sobre sua caminhada sacerdotal, Padre Francisco destacou a sua experiência de serviço junto ao povo de Deus. “Ser Padre é ensinar um pouco e aprender muito com o povo. A gente ensina e aprende. Uma coisa interessante, depois de 25 anos, ver que aprendi tanto com o povo, mas do que mesmo na faculdade. Aprendi com a vida, a caminhada, o sofrimento, as alegrias e as experiências do povo que me ensinaram mais do que o tempo de faculdade”, falou.

Natural de Várzea Alegre, o Padre Francisco foi enviado como seminarista para a Diocese de Petrolina, onde cursou Filosofia e Teologia. Lá, após o período formativo, foi ordenado presbítero pela imposição das mãos do então bispo da Diocese de Petrolina, Dom Frei Paulo Cardoso da Silva. Quatro anos depois, em 1999, Padre Francisco retornou a sua Diocese Mãe para exercer o seu ministério.

Por Jornalista Mychelle Santos / Assessoria de Comunicação

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts