Exéquias do Monsenhor Eusébio: Nos esplendores da luz perpétua, o eterno repouso

Compartilhe:

Na manhã desta quinta-feira, dia 02 de julho, aconteceu a celebração de exéquias, seguida do sepultamento, do Monsenhor Eusébio de Oliveira Lima, falecido no dia anterior, aos 91 anos. A cerimônia foi presidida pelo Vigário Geral da Diocese de Crato, Padre José Vicente Pinto, na Igreja Matriz de Santo Antônio, em Barbalha. Concelebraram os sacerdotes das comunidades paroquiais desta cidade e de Missão Velha, onde o monsenhor exerceu o ministério.

(Fotos: Reprodução da Internet)

Na liturgia da missa, as leituras trouxeram “a certeza de um novo em Cristo”, que dá a recompensa àqueles que, na vida, souberam amá-Lo, estendendo esse amor aos irmãos e “agora se destina ao repouso tranquilo nos braços de Deus, sob a companhia daqueles que serviram ao evangelho do Senhor”, segundo Padre José Vicente. Durante a homilia, ele também recordou: “Na descrição de um homem sábio e fervoroso, concluiu sua vida na simplicidade do recolhimento. Nós todos somos plenificados por seus ensinamentos, pelo seu exemplo. Rendemos graças a Deus ao dom da vida do Monsenhor, ao legado que ele deixa para toda a Diocese de Crato. Sua coragem e destemor ao defender a igreja e a comunidade cristã. Um grande catequista que ensinou a doutrina da fé e que, com sua vida, ensinou sobre o amor, testemunhando as grandezas do reino de Deus”.

(Fotos: Reprodução da Internet)

Ao final da celebração eucarística, algumas mensagens foram lidas em agradecimento ao legado do Monsenhor Eusébio. Nas redes sociais, desde o comunicado do falecimento, várias homenagens foram feitas. Padre Paulo Sérgio Silva, da Paróquia São Sebastião, em Mangabeira, distrito de Lavras, escreveu em sua conta, no Facebook: “Zeloso, gentil e um grande empreendedor pastoral. Possuidor de muita serenidade e senso de humor. Convivi muito com ele no período que fiz o estágio diaconal na cidade de Barbalha”.

(Homenagem publicada no Facebook)

Biografia

Natural de Limoeiro do Norte – CE, Monsenhor Eusébio de Oliveira Lima foi ordenado sacerdote em 03 de janeiro de 1954, em São Paulo. Chegou à Diocese de Crato no ano de 1961 para ser pároco da Paróquia de Santo Antônio, em Barbalha, onde permaneceu até 1986.

Em Barbalha, entre outros feitos, liderou a construção do Hospital Maternidade São Vicente de Paulo (HMSVP) e fundou a Casa do Ancião, junto às Irmãs Beneditinas de Tutzing. Também foi pároco da Paróquia São José, em Missão Velha, entre os anos de 1986 e 2006, onde empreendeu iguais reformas, em especial na Matriz, e construiu o Santuário Paroquial Mãe Rainha. Neste período, recebeu da Santa Sé a incardinação na Diocese de Crato, com o título de Monsenhor e, no final de 2006, retornou a Barbalha, como padre emérito.

Por Mychelle Santos / Assessoria de Comunicação

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts