Dia de Finados: Mais do que saudade, um dia de celebrar a vida

Compartilhe:

No dia 2 de novembro, em que a liturgia celebra a Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos, a Igreja convida os cristãos a rezar e a oferecer orações em sufrágio da alma dos que já partiram. Desta forma, no fim da tarde desta segunda-feira, Dom Gilberto Pastana esteve na Sé Catedral, em Crato, presidiu a Solene Liturgia por Todos os Fiéis Defuntos, que foi concelebrada pelo Cura e Vigário Geral, Padre José Vicente Pinto.

“Hoje é um dia de oração. Uma oração pelos nossos entes queridos, pelos nossos conhecidos e também por aqueles que não conhecemos, mas que podaram a sua vida em Cristo”, enfatizou o bispo. Segundo Dom Gilberto, o Dia de Finados não é apenas um dia de saudade, mas um dia de agradecimento. “Celebrar o dia dos finados é agradecer ao nosso bom Deus e Senhor pela presença dos nossos entes queridos, e agradecer a esses entes por um dia transmitirem o amor de Deus em sua vida e para as nossas vidas”, disse.

Após a celebração, em cortejo processional, o Bispo diocesano, acompanhado da equipe litúrgica, foi até a Capela da Ressurreição, que se encontra do lado direito de quem adentra a Sé Catedral. Lá, participou de um momento de oração junto aos túmulos dos bispos e padres ali sepultados.

Por Jornalista Mychelle Santos / Assessoria de Comunicação

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts