Aspirantes ao diaconato permanente são admitidos às Ordens Sacras e ao Leitorato

Compartilhe:

Durante Celebração Eucarística, na manhã do último domingo, 19 de junho, na Paróquia Imaculado Coração de Maria, em Abaiara, dois candidatos ao diaconato permanente da Diocese de Crato foram acolhidos pela comunidade.  Francisco Davy Esley da Silva, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Brejo Santo, foi admitido às Ordens Sacras, e Cicero Hélio de Souza, da Paróquia Imaculado Coração de Maria, em Abaiara, foi instituído ao Ministério do Leitorato, dando assim mais um importante passo em sua caminhada vocacional. O rito foi presidido pelo Vigário geral da Diocese de Crato, Pe. José Vicente Pinto, representando o bispo diocesano.

No Leitorato, o candidato recebe  a função de tornar-se auxiliar na liturgia da palavra, se tornando oficialmente um leitor da Igreja. Na Missa e nas demais ações sagradas, será ele a fazer as leituras da Sagrada Escritura. O rito da admissão é quando o aspirante se torna legitimamente candidato à ordem sacra. Para o diaconato permanente é o primeiro estágio. A Igreja, aceitando esta doação, escolhe-os e chama-os, a fim de se prepararem para receberem a Sagrada Ordem, neste caso, o diaconato permanente.

Entenda mais:

Na Igreja Católica, o diaconato pode ser recebido de forma transitória ou permanente. No caso dos diáconos permanentes, estes podem ser homens casados, não exigindo o voto de castidade enquanto estiverem casados. As esposas, entretanto, precisam autorizar formalmente que os maridos sejam diáconos. E, uma vez ordenados, esses homens não podem mais se casar. Se ficarem viúvos, têm a opção de permanecerem diáconos ou se candidatarem ao sacerdócio, mesmo que em idade já avançada.

Por Assessoria de Comunicação com informações e fotos da Pascom Abaiara

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts