Acolhamos o Reino de Deus presente na missão de Jesus Cristo

Compartilhe:

HOMILIA DO PRIMEIRO DOMINGO DA QUARESMA – ANO B

“O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo.”

Amados irmãos e amadas irmãs!

Com a celebração da Quarta-feira de Cinzas, iniciamos nosso retiro quaresmal. Serão quarenta dias de caminhada ao lado de Jesus Cristo, onde seremos formados na escola da fé e do amor a fim de compreendermos o plano de salvação que Deus realizou em nosso favor. Neste primeiro Domingo da Quaresma, por exemplo, será revelado que Deus deseja abandonar o mundo do egoísmo e do pecado, e oferecer aos seres humanos um mundo novo de vida plena e de felicidade sem fim.

Na Primeira Leitura (Gn 9,8-15), meditamos um trecho da história do dilúvio universal e da missão de Noé. Longe de querer apresentar Deus em guerra com a humanidade, o Livro do Gênesis mostra-O vindo ao encontro da humanidade e fazendo com ela uma Aliança incondicional de paz, depois de eliminar o pecado que escraviza o homem e que corrompe o mundo. Dessa forma, a ação de Deus destina-se a fazer nascer uma nova humanidade, que vive o amor, a justiça, a misericórdia e a vida verdadeira.

Na Segunda Leitura (1Pd 3,18-22), o apóstolo Pedro lembra que os cristãos se filiaram a Cristo e à sua salvação pelo batismo. Ser batizado significa, portanto, seguir Jesus no caminho do amor e do serviço que se torna doação da vida. Para Pedro, se Cristo ofereceu aos pecadores até mesmo a salvação, também os cristãos devem continuar sua missão doando a vida e fazendo o bem, ainda que sejam perseguidos e excluídos. Os cristãos comprometidos com Jesus Cristo pelo batismo nasceram para uma vida nova e, por isso, devem testemunhá-la diante de toda a humanidade, mesmo diante dos maus e dos perseguidores.

No Evangelho (Mc 1,12-15), em poucos versículos, São Marcos nos apresenta fortes expressões que irão nos acompanhar nesta quaresma: o Espírito, o Evangelho de Deus, o tempo e a conversão. Se Deus ofereceu um novo recomeço na pessoa de Noé, na pessoa do seu Filho, Jesus Cristo, ofereceu a Aliança definitiva.

Em sua missão, Jesus mostra-nos como a renúncia ao egoísmo e ao pecado e a aceitação dos caminhos de Deus é a origem de um novo mundo que Deus quer oferecer a toda humanidade, o “Reino de Deus”. Para aqueles que ouviram o chamado, aceitaram-no e tornaram-se discípulos de Jesus, é pedido e exigido que busquem a conversão e acolham a Boa Nova, o “Evangelho de Deus”, que Ele próprio veio propor.

O “Reino” é uma realidade que Jesus começou e que já está, definitivamente, edificada na história. No entanto, é preciso entender que se trata de uma realidade ainda não terminada, mas em constante construção, e que terá seu ápice no fim dos tempos quando o egoísmo e o pecado desaparecerão para sempre. Em cada dia e em cada momento que vivemos nossa fé de forma coerente, colaboramos com a construção do Reino. Nossa missão é permanecer fiel ao compromisso do anúncio do Evangelho que exige de cada um de nós a doação, o serviço, a renúncia e a fé na misericórdia de Deus, em cada instante de nossa vida.

Padre Paulo Sérgio Silva

Pároco da Paróquia São Sebastião, distrito de Mangabeira, em Lavras-CE

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts