35º aniversário da Pastoral da Criança: uma história de amor à Vida

Compartilhe:

Na infância, a estudante Camila Santos era magrinha e a mãe temia que ela ficasse ainda mais tísica. Foi quando, numa renovação, ouviu da ‘rezadeira’ que procurasse as líderes da Pastoral da Criança, na comunidade vizinha. Estas lhe passariam algumas instruções sobre nutrição e a menina cresceria em “esperteza e graça”. Foi o que aconteceu. Camila hoje conta 26 anos, dificilmente cai doente, e a mãe guarda o episódio na memória afetiva do coração.

São histórias como essa que a Pastoral da Criança recolhe e guarda em seu itinerário de atuação na Diocese de Crato, há exatos 35 anos. Era abril de 1985 quando duas representantes, Neide Barreto e Almeirim Brito, foram enviadas à capital do Paraná, a fim de receber as instruções necessárias à implantação nessa Igreja particular. À época, o Cariri cearense registrava alto índice de mortalidade infantil, principalmente nas famílias carentes.

Finda a ‘capacitação’, as representantes trouxeram o material, repassado ao Centro de Apoio para a Saúde (Senade), departamento da Fundação Padre Ibiapina, ligada à Diocese. Coube à funcionária Maria Goreth Santos Alves a missão de estuda-lo. Tão logo terminou de fazê-lo, quis ajustá-lo à realidade das paróquias já acompanhadas pelo Senade. Em agosto daquele mesmo ano [1985], recebeu do então bispo, Dom Vicente Matos, a permissão para levar o projeto adiante, e a Fundação cedeu uma das salas para montar o ‘escritório diocesano’.

A princípio, a Pastoral da Criança foi implantada nas paróquias São Francisco de Assis, em Crato; Nossa Senhora da Penha, em Campos Sales; Nossa Senhora da Conceição, em Ipaumirim e Porteiras; São Pedro, em Caririaçu, e Nossa Senhora dos Milagres, na cidade de mesmo nome, onde já existiam mini postos da Fundação Padre Ibiapina, com trabalhos preventivos em saúde, educação e nutrição. O Senade promoveu capacitações para as lideranças dessas comunidades, tais como oficinas de manipulação de alimentos, alimentação enriquecida, educação essencial e catequese do ventre materno, conforme a metodologia da Pastoral.

<< Líderes em momento de formação. Fotos registradas em 2018 e 2019>>

Presença da fundadora, Dra. Zilda Arns

Em 1996, a Pastoral da Criança chegou ao patamar de seu 10º aniversário com uma presença singular: a fundadora deste serviço de promoção da vida, a médica pediatra Zilda Arns, que não só estimulou a caminhada, na época em 20 paróquias, como também inspirou as líderes com seu exemplo de amor aos mais frágeis e pequeninos. O irmão dela, o cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, foi quem a incentivou nessa missão. Ele participava de um intenso debate sobre a miséria, em Genebra, na Suíça, quando foi instigado pelo então secretario executivo da Unicef, James Grant, a fazer algo para reverter a situação do Brasil. Ao desembarcar, Dom Paulo procurou a irmã. Da conversa, nasceu o projeto que se transformou em organismo de ação social da Conferência dos Bispos do Brasil, a CNBB. Dra. Zilda, como ficou conhecida, faleceu em janeiro de 2010, vitimada por um terremoto que atingiu o Haiti, onde ela fazia missão.

Outro marco para este serviço na Diocese foi a chegada do 5º bispo, Dom Fernando Panico, em 29 de junho de 2001, cujo pastoreio deu ainda mais impulso à caminhada. As líderes Maria Iva Bezerra e Vanda Oliveira, ambas nomeadas coordenadoras, em anos distintos, também figuram nessa história de amor à Vida.

<< “Celebração da vida” é o nome dado ao dia em que os líderes da Pastoral da Criança e as famílias acompanhadas por estes se reúnem para render louvores a Deus. O encontro acontece mensalmente, tanto na intenção de fortalecer o sentimento de família, quanto o sentido de comunidade. Foto registrada em 2018, na Paróquia de Porteiras, Ceará.>>

Atualmente, sob a condução de Dom Gilberto Pastana, a Diocese de Crato celebra com louvor a presença da Pastoral da Criança em 40, das 57 paróquias. Quatrocentos [400] líderes acompanham e zelam pela vida de mais de 4 mil crianças e as mães destas, além daquelas que estão gestantes. Os trabalhos são coordenados por Rosijania Ferreira e assessorados pelo reitor da Basílica Santuário Nossa Senhora das Dores, de Juazeiro do Norte, Padre Cícero José da Silva. Além da desnutrição infantil, a atuação da Pastoral se dá no combate à obesidade e na congregação de mais voluntários. Entre os trabalhos desenvolvidos, está a campanha dos “1000 dias e a nossa saúde”. Leia mais, aqui: https://diocesedecrato.org/pastoral-da-crianca-campanha-faz-alerta-para-os-primeiros-1000-dias-do-bebe/

35º aniversário

A Pastoral da Criança chegou ao seu 35º aniversário, no último dia 8 de agosto. Essa data jubilar foi celebrada durante a missa dominical na Sé Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato, sob a presidência de Dom Gilberto. Concelebraram a Eucaristia Monsenhor Bosco Esmeraldo, os padres José Vicente Pinto, Francisco José Bezerra, José Ricardo Barros e José Cláudio da Silva, este último representando a Pastoral Familiar, por ocasião da abertura da Semana das Famílias. A celebração foi transmitida em cadeia com as Dioceses de Sobral e Limoeiro do Norte, além da Arquidiocese de Fortaleza, igualmente jubilosas pela data.

“A Pastoral da Criança tem como missão para que todas as crianças tenham vida e vida em abundância. Líderes, não tenham medo de fazer acontecer essa bonita missão de promover o desenvolvimento das crianças à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, do ventre materno aos seis anos, por meio das orientações básicas da saúde, da nutrição, da educação e da cidadania, fundamentais na mística cristã que une fé e vida”, exortou o bispo, durante a homilia.

Para saber mais sobre a Pastoral da Criança, acesse: https://www.pastoraldacrianca.org.br/

<< Todos que participaram da Santa Missa observaram as medidas de segurança para evitar a propagação do novo coronavírus. Fotos: Patrícia Mirelly>> 

 

Por: Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts

Projeto de Pastoral Virtual

Olá, Saudações! Estarei realizando um projeto pastoral através da plataforma do Google Meet, sobre a missão e os desafios da família neste período da pandemia.