Rezar com o Papa: as intenções para o mês de abril

Compartilhe:

Intenção

Os direitos fundamentais (Universal)

Rezemos por aqueles que arriscam a vida lutando pelos direitos fundamentais nas ditaduras, nos regimes autoritários e também nas democracias em crise.

Reflexão

Neste mês de abril, o Papa Francisco pede que a nossa oração se volte para aqueles que lutam pelos direitos dos outros, de modo particular, nos países governados por regimes autoritários, mas também nas democracias em crise.

Assistimos nas notícias a gravíssimos atentados contra os direitos fundamentais dos seres humanos, a falta de liberdade política ou religiosa, condições indignas de vida e de trabalho, tráfico de seres humanos, assassinatos, exploração, escravatura… Para defender estes direitos, muitas pessoas arriscam a sua vida, saem do conforto dos seus países e das suas casas e são, muitas vezes, vítimas dos sistemas opressores e violentos.

Se estes casos devem sensibilizar o nosso coração, rezando para que Deus dê força e coragem a quem luta por estes irmãos e irmãs em sofrimento, também somos chamados a prestar atenção aos perigos que acontecem no nosso meio e na nossa cultura, marcada, nas palavras de Francisco, por «democracias em crise». O crescimento de ideologias políticas e sociais, fundamentalismos religiosos, vai invadindo a nossa cultura com ideias que põem em risco direitos fundamentais, como o direito de expressão, a liberdade de culto, a liberdade de educação, o direito à vida dos mais frágeis e doentes, e cria também atitudes condenáveis de intolerância, racismo, xenofobia, tantos modos de marginalização que acontecem ao nosso lado.

Deixemos ecoar em nós este desejo do Santo Padre: «Cada um é chamado a contribuir com coragem e determinação, na especificidade do próprio papel, para o respeito dos direitos fundamentais de cada pessoa, especialmente das que são “invisíveis”: de muitos que têm fome e sede, que estão nus, doentes, são estrangeiros ou presos (cf. Mt 25, 35-36), que vivem à margem da sociedade ou são por ela descartados» (10.12.2018).

Oração

Pai bom, Tu amas cada um dos teus filhos e filhas com um amor infinito. Através de Jesus, mostraste a todos nós que o caminho da vida se faz com o coração posto na alegria do outro. Nós te pedimos a graça de não deixar ninguém fora da alegria que o nosso testemunho de vida deve dar. Na tua imensa misericórdia, lembra-te de todos aqueles que arriscam as suas vidas para ajudar a que outros tenham uma vida mais digna e vejam respeitados os seus direitos mais fundamentais.

Pai-Nosso…

Desafios

– Defender os direitos fundamentais do ser humano, nas situações em que me aperceba que são postos em causa, denunciando-as e procurando resolvê-las.

– Arriscar-se pelo outro, saindo do próprio comodismo, para ir ao encontro de quem se sente mais só, excluído ou marginalizado.

– Respeitar cada irmão e cada irmã como alguém com os mesmos direitos que eu, evitando cair no preconceito, julgamento fácil ou atitudes discriminatórias.

– Aproximar-se das fronteiras existenciais, dos mais pobres e dos que sofrem, procurando, com a minha vida e presença, ser sinal da ternura de Deus Pai.

Fonte: https://redemundialdeoracaodopapa.pt/rezar-com-o-papa/intencoes/2021/4

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts