Peregrino percorre 530 km a pé para agradecer cura do irmão, vitima da covid-19

Compartilhe:

A manhã nublada desta Quarta-feira de Cinzas, 17 de fevereiro, em Juazeiro do Norte-CE, recepcionou Rubiano Roberto Barbosa da Silva (33) que saiu de Passira-PE, no primeiro dia deste mês, percorrendo 530km a pé para agradecer, aos pés do altar de São Francisco das Chagas, a cura do seu irmão, Eric da Costa Gomes de Moura (36), vítima da Covid-19. O calvário da família iniciou em 17 de julho do ano passado, quando Eric foi diagnosticado com a doença. Foram sete dias no Hospital de Campanha, em Passira- PE, quarenta e dois dias na UTI e oito dias na enfermaria do Hospital Nossa Senhora das Graças (antigo Hospital Alfa), na capital Recife.

“Eu morri, os próprios médicos me disseram”, afirmou Eric. Enquanto estava no hospital, a família e a população da cidade, estimada em um pouco mais de 28 mil habitantes, rezava por sua recuperação. Já o irmão adotivo, Rubiano, firmava um propósito: realizar uma peregrinação como forma de agradecimento, caso a graça da cura do irmão fosse alcançada. “Todos os dias nos reuníamos para rezar e em cada dia de oração recebíamos noticias do hospital dizendo que ele estava tendo melhoras”, contou.

Em setembro do mesmo ano, a notícia da cura, sem qualquer sequela, foi comunicada pelos médicos com mais uma graça, como imaginavam os profissionais que o atenderam.

A peregrinação

Para agradecer e testemunhar as bênçãos de Deus em sua família, Rubiano saiu a pé de Passira-PE, no dia primeiro de fevereiro de 2021, conforme prometido. Só o primo Oberdan Gabriel o acompanhou conduzindo o carro, que servia de apoio. Foram dezessete dias de um percurso longo “cheio de pedra e areia” como no bendito entoado pelos romeiros nas viagens à terra do Padre Cícero.

“Tinha BR que não dava nem para passar direito, tinha que dividir com os carros. As dores nas pernas também foram presentes em alguns momentos. Sempre iniciava a caminhada à noite e, durante o percurso, me aproximava muito de Deus, chorava, me arrepiava e sentia muito próxima a presença de Deus”, relatou Rubiano, que ficou surpreso com a acolhida das pessoas ao longo do percurso.

Ao chegar ao Santuário São Francisco, foi às lágrimas. Os padres o aguardavam para uma benção especial, dentre eles o padre Cícero José da Silva, reitor da Basílica Santuário Nossa Senhora das Dores. Eric, por quem o peregrino fez o percurso, também estava lá, acompanhado de outras dezoito pessoas, vindas de Passira, em romaria, para recebê-lo e agradecer por sua valentia e testemunho de fé. “Meu coração foi para os pés. Chorei. Foi uma emoção muito grande”, contou Eric ao rever o irmão.

Fonte: https://www.maedasdoresjuazeiro.com/postagens/peregrino-de-passira-pe-percorre-530km-a-pe-ate-juazeiro-do-norte-ce-para-agradecer-a-cura-do-irmao-vitima-da-covid-19-1963

 

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts