ECC da Diocese de Crato realiza XII Sempre Encontrando

Compartilhe:

“Família: Igreja doméstica, santuário de vida”. A partir desse tema, aconteceu neste domingo, dia 13 de dezembro, no auditório da Sé Catedral de Nossa Senhora da Penha, em Crato, a décima segunda edição do “Sempre Encontrando”, evento que reúne membros do ECC (Encontro de Casais com Cristo) da Diocese de Crato.

O evento que costumeiramente reúne cerca de 1500 casais em um único local, este ano, devido à pandemia da Covid-19, e respeitando todos os protocolos de segurança e orientações dos órgãos de saúde, teve a representação do casal diocesano, Adriano e Glaucia, e dos casais setoriais de cada forania. Os demais casais que participam do movimento puderam acompanhar toda programação através da internet.

Para reforçar toda essa celebração da vida, do amor e da espiritualidade, o evento ainda contou com Santa Missa presidida pelo bispo diocesano, Dom Gilberto, e concelebrada pelo Frei Téo Félix, diretor espiritual diocesano do ECC, o Padre José Vicente Pinto, Vigário Geral e pelo Padre José Ricardo, vigário da forania I, que corresponde às paróquias da cidade de Crato.

Refletindo as leituras deste 3º domingo do Advento – Domingo da Alegria, Dom Gilberto, recordou a primeira Encíclica do Papa Francisco, “A alegria do Evangelho”, destacou a alegria como principal característica do cristão. Quem vive em Cristo, vive na luz, e não encontra espaço para a tristeza ou escuridão. “Que em suas casas possam sempre reinar essa alegria que vem do Senhor. É preciso que nós, na vivência dos nossos lares, e também na vida na comunidade saibamos dar testemunho da luz que é Jesus”.

ECC: 50 anos crendo na vida e na família

O Encontro de Casais com Cristo (ECC) foi criado pelo padre Alfonso Pastore, em abril de 1970, e foi desenvolvido em três etapas distintas, cada uma com características e finalidades próprias. A proposta foi encaminhada à Arquidiocese de São Paulo e teve a aprovação do então arcebispo, dom Paulo Evaristo Arns.

O ECC se expandiu rapidamente para outras paróquias de São Paulo, para outras cidades do Estado de São Paulo, gradativamente para outros brasileiros e, finalmente, para todo o País. O rápido crescimento exigia a criação de normas que mantivessem a essência do encontro onde quer que ele fosse realizado em qualquer lugar do País.

Passados 50 anos, mais de três milhões de casais vivenciaram o Encontro de Casais com Cristo e testemunham as mudanças em suas vidas.

Por Jornalista Mychelle Santos / Assessoria de Comunicação 

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts