Diocese de Crato acolhe quatro novos presbíteros para o serviço da Igreja de Deus

Compartilhe:

“Por eles me consagro” (João 17, 19) é o lema que agora rege a vida de cinco novos padres que a Diocese de Crato viu nascer na manhã deste sábado, dia 12 de dezembro, na festa de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América Latina: Edpo Israel, Gilson Rodrigues, José Claudiano e José Gilberto. A solene liturgia durante a qual o bispo diocesano Dom Gilberto Pastana os consagrou, urgindo-lhes as mãos com óleo do Crisma e rezando silenciosamente sobre as suas cabeças, aconteceu na Catedral de Nossa Senhora da Penha, que estava toda ornada da feliz expectativa para o Natal do Senhor.

 “A exemplo de Maria, vocês, pelo sacramento da ordenem presbiteral se consagram plenamente ao Senhor. Vocês confirmam em definitivo o chamado que um dia vos fez. Que corajosa e confiante decisão esta de vocês”, exortou o bispo durante a homilia. “Sejam muito bem vindos entre nós. Vos acolhemos com grande alegria em nossa família presbiteral”.

O sacerdote é um “auxiliar de Deus” segundo explicação do apóstolo São Paulo aos Coríntios. Por isso, o rito de ordenação é realizado dentro da Missa, na presença de toda a assembleia, porque os candidatos manifestam publicamente a vontade de exercer o múnus, ou seja, o dever, a função e a obrigação que cabe ao sacerdote. Por medida de segurança, para evitar a disseminação do novo coronavírus, apenas o clero e familiares próximos dos neo sacerdotes participaram da cerimônia. O povo de Deus acompanhou, a partir de casa, unido espiritualmente pelas transmissões das redes sociais da diocese e pelos canais da TV Catedral e da TV Web Mãe das Dores no YouTube.

Dentre os momentos do rito permeados de simbologia, está a Ladainha na qual é implorada a graça de Deus para os eleitos, que se prostram ao chão em sinal de entrega. Há também outros momentos, quando, por exemplo, o bispo exorta: “Recebe a oferenda do povo santo para a apresentares a Deus. Toma consciência do que virás a fazer; imita o que virás a realizar, e conforma a tua vida com o mistério da cruz do Senhor”.

Este propósito, segundo o neo sacerdote Edpo Loula chama a atenção para a responsabilidade do serviço a que são agora convocados a exercer na Igreja, após nove anos de preparação espiritual, pastoral, humana e acadêmica. Em agradecimento, o sacerdote rendeu graças a Deus por este grande momento em sua vida e na vida dos seus irmãos de ministério.

“Pela intercessão materna da Virgem Maria, a Senhora de Guadalupe, recebemos a Graça de sermos configurados a Cristo, Sumo e Eterno Sacerdote. Agradecemos ao Todo Poderoso, Ele que, na sua misericórdia, escolheu-nos, chamou-nos, consagrou-nos e enviou-nos para serviço do seu povo”, disse.

Saiba mais:

Os novos padres chegaram ao Seminário em 2011. Edpo Israel Loula Teixeira, atualmente com 28 anos, é natural de Bodocó – PE, mas foi enviado pela Paróquia Nossa Senhora das Candeias, em Juazeiro; exercerá o ministério na paróquia Santo Antônio, em Araripe; Gilson Rodrigues Brito, 27 anos, pertence à Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Quitaiús, distrito de Lavras da Mangabeira. Exercerá o ministério no Santuário Diocesano da Divina Misericórdia, em Barro.

José Claudiano Ferreira da Silva, 30 anos, nasceu em Juazeiro do Norte, no território da Paróquia São João Bosco; Viverá o sacerdócio na paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Mauriti. E José Gilberto Nascimento de Sousa Júnior, 29 anos, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Palestina do Cariri, distrito de Mauriti, viverá o sacerdócio na paróquia Senhora Santana, em Santana do Cariri.

Acesse a galeria aqui.

Por Jornalista Patrícia Mirelly/ Assessoria de Comunicação  

Posts Relacionados

Facebook

Instagram

Últimos Posts