Toda Santa és, Maria: O dogma da Imaculada Conceição e sua devoção na Igreja

“Tota Pulchra es Maria et macula originalis non est in te”

(Toda bela és Maria e não há mancha original em ti)

Hoje, 08 de dezembro, toda a Igreja celebra a solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora, um dogma proclamado pelo Papa Pio IX em 8 de dezembro de 1854, na Praça de São Pedro, em Roma, com a Bula Pontifícia Ineffabilis Deus . Essa definição que foi, pela primeira vez, anunciada fora de um Concílio, confirmava uma convicção da Igreja desde os primeiros séculos: Maria era a Toda Santa ( panagia ), a Toda Pura.

Desde os primeiros séculos, a partir da análise tipológica das Sagradas Escrituras, ou seja, com o método de comparação, a Igreja entendia Maria como a Nova Eva. Se pela decisão livre de Eva, o pecado entra na realidade humana, por Maria – a Nova Eva – é gerado para a humanidade Aquele que iria restaurar o homem decaído. Neste sentido o Pecado Original é visto como a inimizade ou o afastamento do homem para com Deus, o homem chamado à comunhão com Deus rompe esse projeto original. Sendo Maria escolhida para ser a mãe do Verbo, Deus a preservou desta mancha, porque aquela que seria a Mãe de seu filho não poderia ser inimiga de Deus, mas inimiga do mal como nos fala Gn 3,15a: “Porei inimizade entre ti [a serpente] e a mulher, entre tua linhagem e a linhagem dela”.

Todos nascemos com esta marca do pecado como nos fala o Salmo 50 (51), 7: “Eis que eu nasci na iniquidade, minha mãe concebeu-me no pecado”, porém a que foi predestinada para ser a Mãe do Salvador foi preservada dessa mancha em previsão dos méritos da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo; neste sentido a graça salvífica e redentora de Cristo se efetivou em Maria antecipadamente, desde a sua concepção. Ela foi concebida, mesmo em meio ao ato humano de Ana e Joaquim, sem mancha do Pecado Original, toda pura, toda santa, toda Imaculada.

Por ser Imaculada, por estar tão amiga de Deus e inimiga do pecado, o anjo ao visitar Maria na anunciação disse: “Alegra-te cheia de graça [ kekaritomene ], o Senhor está contigo” (Lc 3,28), somente alguém que tem uma grande intimidade com Deus pode ser plena da graça, se Eva rompe sua comunhão com Deus em um “sim” à desobediência, Maria com um “sim” obediente permite que Deus se faça Todo nela, e por graça e misericórdia faz de Maria uma digna e santa habitação. Sobre isso diz Pio IX na Bula Ineffabilis Deus : “Assim, absolutamente sempre livre de qualquer mancha de pecado, toda bela e perfeita, possui tal plenitude e santidade, que, depois de Deus, não se pode conceber outra maior e cuja profundeza, além de Deus, nenhuma mente pode chegar a compreender” (n. 2).

O Documento Conciliar Lumen Gentium , partindo dos ensinamentos de Santo Ambrósio, nos apresenta Nossa Senhora como tipo da Igreja, ou seja, Maria é paradigma Cristão, ao contemplarmos o seu papel na história da salvação, entendemos a missão da Igreja que gera Cristo, escuta e medita a sua palavra, se deixa moldar por ele e participa de sua obra salvífica (cf. LG, 63-64). Neste sentido a Igreja hoje, meditando a Virgem Maria preservada do pecado e remida pelos méritos de seu Filho desde sua concepção, alegra-se por se perceber imersa neste mistério de salvação e contempla na Virgem àquilo que seremos pelos méritos de seu Filho.
Peçamos a Deus que, por intercessão da Virgem Maria, possamos chegar até Ele purificados de toda a nossa culpa. Amém!

BIBLIOGRAFIA:

Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2002.
BOFF, Clodovis M. Mariologia Social: o significado da Virgem para a sociedade. São Paulo: Paulus, 2006.
GUIMARÃES, Valdivino (org.). MARIA: na liturgia e na piedade popular. São Paulo: Paulus, 2017.
JOHNSON, Elizabeth A. Nossa Verdadeira Irmã: Teologia de Maria na comunhão dos santos. São Paulo: Edições Loyola, 2006.
Pio IX. Ineffabilis Deus. Brasília: Edições CNBB, 2016. (Coleção Theotókos)
V.V.A.A. Lumen Gentium. Petrópolis: Vozes, 1987. (Documentos do Concílio Vaticano II)

Por Carlos Aguiar Terto Gonçalves – 4º Ano de Teologia

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!