Padre Virgulino levando palavras de esperança aos que eram atendidos. (Foto: Priscila Araújo)

Seguir Jesus pobre. Paróquia São João Bosco realiza ações em prol de pessoas carentes

Após a missa das 7h na Igreja Matriz, os fiéis da Paróquia São João Bosco, de Juazeiro do Norte, foram convidados a saírem em caminhada para a capela de Nossa Senhora de Fátima, no mesmo bairro, chamado de Triângulo. Ali eles iriam ter uma manhã diferente colocando em prática, de forma concreta, o que o Papa Francisco pediu ao término do Ano da Misericórdia, ou seja, a realização do Dia Mundial dos Pobres, que este ano está sendo celebrado neste domingo, dia 19 de novembro, e tendo como tema “Não amemos com palavras, mas com obras”.

Para que isso acontecesse, a comunidade paroquial, em parceria com diversos profissionais, ofereceu diversos serviços aos moradores carentes do bairro. Na área da saúde os participantes tiveram a disposição médicos cardiologista, dermatologista, oftalmologista, psicólogo, clinico geral e odontologista; quem foi ao salão da capela, onde aconteceu a ação, também podiam fazer aferição da pressão arterial, teste de HIV, teste de glicemia, massagem, acupuntura e, quem quisesse ter orientações de com manter uma vida saudável, era só ir a mesa de atendimento do personal trainer.

O cuidado com a estética foi mais um dos serviços oferecidos. Cabelereiros, manicures e esteticistas cuidaram da pele, cabelos e unhas daqueles que se interessaram por essa parte. Além disso, a ação contou também com o atendimentos de advogados, educadores e assistentes sociais. Lanche foi oferecido àqueles que estavam com fome.

“O Papa nos fala que qualquer ato de amor, por menor que seja, é um trabalho pela paz. A força mais potente do universo é a fé. A falta de amor é a maior das pobrezas. Então, em meio a tudo isso que vivemos hoje no mundo da globalização, do capitalismo selvagem que acentua cada vez mais a exclusão, esta ação que estamos realizando é um chamado a vivencia do amor fraterno, sobretudo, o cuidado com o próximo. Precisamos ter consciência e conscientizar as autoridades de que a pobreza existe não porque Deus quer, mas sim porque ela é fruto do egoísmo do ser humano”, disse o vigário paroquial, padre Luciano Virgulino.

De acordo com a coordenação, cerca de mil pessoas devem ser atendidas até o final da ação, que será concluída ao meio dia.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!