Pastoral do Dízimo completa dez anos e lança campanha de mobilização

A Pastoral do Dízimo vai além da arrecadação e prestação de contas. É, antes, partilha e iniciativa às diversas dimensões da Igreja e como aplicá-las nas paróquias, projetos ou obras sociais.

Por isso, neste sábado, dia 1º de dezembro, quando completa dez anos de implantação na Diocese de Crato, uma campanha de mobilização foi lançada, durante encontro realizado no auditório da Sé Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato. A ideia é que mais pessoas possam se juntar a essa corrente de evangelização, compromisso e fé.

No folheto que será distribuído nas paróquias e comunidades, é apresentada a caminhada da Pastoral do Dízimo ao longo dessa primeira década, quais as suas dimensões e finalidades e como os fiéis podem contribuir e motivar outras pessoas à participação.

De acordo com a coordenadora diocesana, Marizalva Tavares, embora muitos desafios já tenham sido vencidos, há muito ainda por fazer. E isso vai depender da atuação e compromisso de todos.

Em balanço apresentado pelo bispo Dom Gilberto Pastana, mais de 70 mil pessoas são dizimistas, número equivalente a 6,85 % da população caririense. A meta é aumentar esse número para, pelo menos, 10%. Ou elevar a contribuição que hoje é de R$ 1,23 por pessoa, de modo que cada centavo possa contribuir com a evangelização, segundo o pastor diocesano. “Mais do que compromisso, o dízimo deve gerar testemunho”, sublinhou.

Os Seminários Propedêutico e São José, por exemplo, são beneficiados com os valores arrecadados. São setenta seminaristas, fora os que estão residindo em Quixadá, para os estudos em Teologia. Além disso, o dízimo contribui com celebrações (dimensão religiosa), ajuda aos mais necessitados (dimensão social) e despesas com a Evangelização fora dos limites da Diocese (dimensão missionária).

Baixe o folheto da Campanha, clicando aqui: CAMPANHA – PASTORAL DO DÍZIMO

Dez anos de implantação

Em ação de graças pelos dez anos da Pastoral do Dízimo na Diocese de Crato, foi celebrada Missa na Sé Catedral Nossa Senhora da Penha, antes do encontro, na intenção de colocar no Altar do Senhor tudo quanto foi vivenciado até aqui, entre desafios e superações. E uma simbologia marcou este santo sacrifício: o último dia do ano litúrgico. O bispo Dom Gilberto Pastana presidiu a Eucaristia, que foi concelebrada pelos padres das cinco regiões forâneas.

Na homilia, o pastor de diocesano disse que o dízimo ajuda a sensibilizar o Coração para com o outro, para com a Igreja e para com a evangelização. Recordou as tantas vidas que foram modificadas a partir dessa compreensão e fez votos de que, no futuro, cada agente “germine árvores de vidas” em suas respectivas paróquias e comunidades, como exorta o Evangelho deste dia (Lc 21,34-36).

As comemorações pelos dez anos de implantação da Pastoral do Dízimo na Diocese seguiu até meio-dia. Cento e quinze pessoas participaram: 27 padres e 88 leigos.

 

Por: Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!