Paróquia São Francisco, em Brejo Santo, celebra um ano de criação

Sempre atenta à evangelização de seu povo, há um ano a Diocese de Crato concedia a criação de mais uma paróquia em Brejo Santo, tendo em conta o aumento considerável da população local. Sob o patrocínio de São Francisco de Assis, a oficialização aconteceu em 13 de novembro do ano passado, em cerimônia presidida pelo então bispo diocesano, Dom Fernando Panico, que confiou o pastoreio da nova comunidade paroquial aos cuidados do Padre Arnaldo Pereira do Nascimento.

Recordando tão significativa e jubilosa data, os paroquianos levantaram-se às cinco e trinta da manhã desta segunda-feira, para esperar a Imagem da co-padroeira, Nossa Senhora de Fátima, de devoção muito cara ao coração dos fiéis. E, em alusão às três aparições da Virgem, uma gruta foi construída nas laterais da Igreja Matriz, sendo abençoada no último dia 11. No dia seguinte, um nicho com a Imagem de Nossa Senhora Aparecida foi projetado ao lado esquerdo da porta que dá acesso à capela do Santíssimo, cuja simbologia alude: “A Mãe que convida os filhos a adorarem o seu Filho”.

Na Matriz paroquial, tudo convergia às palavras do Salmista: “O zelo por Tua Casa me consome” (cf. Sl 69,10). Da toalha dourada, cuidadosamente disposta sobre à mesa do altar, às flores que enfeitavam o Círio Pascal, chegando aos fogos, atirados aos céus no momento preciso.

E coroando o aniversário da paróquia, cento e quarenta e três jovens das comunidades receberam, das mãos do bispo diocesano, Dom Gilberto Pastana, o Sacramento da Crisma. Enquanto o bispo os marcava à fronte com Óleo Santo, Monsenhor Dermival de Anchieta Gondim, baluarte do município, empunhou um terço que trazia ao bolso, e rezou-o até o último crismando. Sintonia espiritual…

<< Nas fotos, detalhes do espaço celebrativo, Padre Arnaldo apresentando os crismandos ao bispo e Monsenhor Dermival acompanhando-os com a oração do Terço. Fotos: Patrícia Mirelly. >>

 

Maturidade na fé

À homilia da Santa Missa, na qual fora ministrado o Sacramento da Crisma, o pastor diocesano sublinhou a relação entre jovem, padrinhos e pais, exortando-os ao compromisso mútuo, em casa e na comunidade. Aos crismandos, sobretudo, reforçou: “Para que um sacramento aconteça é necessário dispor de consciência e liberdade. Além disso, vocês agora são responsáveis por estimular os pais e os irmãos na caminhada de fé”. Tal motivação, aliás, esperam também os catequistas: “Nos os preparamos desde fevereiro, com o Catecismo da Igreja, auxiliado por cronograma com temas próprios. Que eles possam, agora, aplicar, na vida, aquilo que foi ensinado durante as aulas”, desejou Eduarda Brito, catequista.

 

Por Patrícia Mirelly, da Assessoria de Comunicação

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!