Paróquia de Baixio recebe encontro formativo sobre Conselho Paroquial e Econômico

Ouvir, orientar, debater, tirar dúvidas. A constituição do Conselho Pastoral Paroquial (CPP) exige tudo isso, porque representa a própria comunidade. Daí a importância da organização, para que ele possa, de fato, atingir a sua finalidade: ser pastoral, adequado às realidades e sempre em comunhão com os diversos serviços da Igreja.

Essas foram as orientações do bispo diocesano de Crato, Dom Gilberto Pastana, aos participantes de um encontro formativo promovido neste sábado (9) na Paróquia São Francisco das Chagas em Baixio.

“Todos os batizados são protagonistas, como lembra o nosso Papa, precisamos assumir esse compromisso e ser ativos na Igreja, participando da mesa da Palavra e da Eucaristia, que nos alimenta e nos faz agir no mundo”, orientou o pastor diocesano.

Para tanto, faz-se necessário evitar o individualismo, o consumismo e tudo aquilo que não favoreça a vida em comunidade. “O Conselho representa a comunidade. Vocês terão de decidir pelos outros, mas vocês não podem seguir o que vocês querem, mas o que a Igreja orienta”, acrescentou dom Pastana.

Ainda de acordo com ele, a comunidade cristã, que é diferente do conceito de comunidade civil, inspira-se em quatro “distintivos”: o ensinamento dos apóstolos, a comunidade fraterna, a fração do pão e as orações.

O Presidente do Conselho, Domingos Sávio Leite Ferreira, avaliou que momentos como esses – onde o próprio bispo vai à comunidade – ajudam “a gente a entender nossa missão e o nosso compromisso, e refletir sobre as nossas ações”. Para Domingos, além de importantes, essas formações são esclarecedoras, pois vão inserindo os membros na dinâmica da vida paroquial.

Administrar bem também e evangelizar 

A Paróquia São Francisco das Chagas, localizada na região forânea IV, possui 14 pastorais e 10 comunidades rurais. Durante a manhã, membros do Conselho Pastoral Paroquial (CPP), sob a condução do bispo, refletiram sobre a organização eclesial. À tarde, agora para os integrantes do Conselho Econômico, foi apresentada a forma como a administração paroquial deve ser estruturada, pois “bem organizada, a Igreja pode cumprir melhor sua missão evangelizadora”, segundo Dom Gilberto.

Enquanto o CPP é responsável pela organização, planejamento e execução dos trabalhos pastorais, o Conselho Econômico incentiva e organiza a participação de todos os membros na sustentação econômica da paróquia, que é feita normalmente pelo dízimo.

Por Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!