Papa Francisco nomeia Padre Edimilson Neves bispo de Tianguá

A diocese de Crato oferece à Igreja do Brasil um novo bispo. Trata-se do Padre Francisco Edimilson Ferreira Neves, atual cura da Catedral de Nossa Senhora da Penha. A notícia foi anunciada na manhã desta quarta-feira, dia 15, por Dom Gilberto Pastana, em cadeia de rádio.

A correspondência enviada pela Nunciatura Apostólica estava protegida sob “segredo pontifício” desde o início do mês. A nomeação para a Diocese de Tianguá deu-se em virtude da renúncia do então bispo, dom Francisco Javier Hernandez Arenedo, que o fez por limite de idade, 75 anos, conforme o Código de Direito Canônico, sendo acolhida pelo Santo Padre.

“Ao comunicar-lhe o quanto precede, felicito, cordialmente, a Diocese de Crato pela escolha de um membro do seu clero para a plenitude do sacerdócio”, diz a carta, assinada pelo núncio apostólico, dom Giovanni d’Aniello, e publicada, oficialmente, no Jornal “L’Osservatore Romano”, ao meio-dia, horário de Roma, tendo sido enviada, também, a todos os bispos do Regional Nordeste 1, aos cardeais do Brasil e à presidência da CNBB.

(Dom Gilberto Pastana durante anúncio em cadeia de rádio. Foto: Patrícia Silva)

Com a nomeação, padre Edimilson Neves passa a ser chamado “monsenhor” e já poderá usar cruz peitoral e solidéu. A data da sagração episcopal, como é chamada a celebração que o fará bispo, ainda não foi marcada, mas deve acontecer em três meses, segundo postula o Direito Canônico. Para presidir a cerimônia foram convidados dom Fernando Panico, dom Gilberto e dom Javier.

O lema episcopal do futuro bispo, retirado do Salmo 69, será: “O zelo por Tua casa me consome”. A escolha do versículo, segundo monsenhor Edimilson, faz alusão a sua trajetória nestes vintes anos de sacerdócio.

“Confesso que o convite me deixou sem palavras, pois a grandiosidade da missão episcopal gera em nós uma sensação de incapacidade, que só é superada quando aprendemos a colocar a confiança no Senhor […] O sentimento que invade meu coração é de gratidão a Deus que, sem mérito nenhum de minha parte, me escolhe e me envia”, disse, acrescentando, em seu pronunciamento, o desejo de pautar sua caminhada episcopal “voltada para valorização de cada pessoa, reconhecendo em cada um o rosto de Deus”. “Desejo zelar pela casa do Senhor como lugar do encontro e da celebração da vida, assegurou.

(Após o anúncio, monsenhor Edimilson fez questão de tomar a bênção de dom Newton Holanda Gurgel, que o ordenara sacerdote há vinte anos. Foto: Patrícia Silva)

Monsenhor Edimilson

Atual cura da Catedral de Nossa Senhora da Penha e gerente executivo da Fundação Padre Ibiapina, o agora monsenhor Francisco Edimilson Neves Ferreira, natural da cidade de Jardim, nasceu em três de outubro de 1969. Ingressou no Seminário São José aos vinte anos. Transferido para o Seminário Regional em Fortaleza, concluiu a formação no Seminário da Prainha, sendo licenciado em Filosofia pela Universidade Estadual do Ceará.

Ordenado presbítero no 12 de dezembro de 1997, foi pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Crato, professor, prefeito de disciplina e diretor espiritual do Seminário Diocesano São José, em Crato. Dois anos depois, foi nomeado coordenador diocesano de pastoral, cargo que exerceu durante 14 anos. Também trabalhou como vice-diretor do Colégio Pequeno Príncipe desde 1998.

Em ação de graça à nomeação, uma missa será celebrada às 17h desta quarta-feira, na Catedral de Nossa Senhora da Penha. Toda a igreja diocesana de Crato, portanto, é convidada a participar de tão grande júbilo, nas palavras de dom Gilberto, que presidirá a cerimônia.

(Padres também acompanharam o anúncio da nomeação. Foto: Patrícia Silva)

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!