“Nosso santo e também do mundo inteiro”: devotos festejam São Francisco das Chagas, em Juazeiro

Um dos Santos mais amados é, sem dúvida, São Francisco. Em Juazeiro do Norte, na paróquia dedicada a ele, conhecida por “Santuário dos Franciscanos”, a fé dos paroquianos, unida a do povo romeiro, dá tom aos festejos alusivos. E a maioria, vestida de marrom, em referência às cores do “pobrezinho de Assis”, traduz a devoção.

Depois de ter transcorrido o período da novena, a tarde desta quinta-feira, dia 4 de outubro, coroou a festa com Missa Solene presidida por Dom Gilberto Pastana, concelebrada por Dom Geraldo Nascimento (bispo emérito da Arquidiocese de Fortaleza) e Frei Raimundo Barbosa (pároco local), assistida pelo diácono Cícero Alves Feitosa.

Na homilia, refletindo sobre o tema da festa “São Francisco, instrumento de Paz e de Fraternidade”, Dom Gilberto falou da humildade, do espírito de piedade e de caridade, além do cuidado com a natureza, que São Francisco tanto pregava com sua vida e seu exemplo.

“Hoje, nós concluímos uma caminhada espiritual de nove noites de profunda reflexão e profunda experiência de fé. As leituras bíblicas que acabamos de escutar trazem para nós exemplos e motivações de como vivenciar esse tema. Na Segunda Leitura, por exemplo, o Apóstolo Paulo diz (Cf. Gal 6, 14-18) que importa mais é a Cruz do Senhor. E esse festejo, a cada ano, tem que fazer com que nasçamos de novo, pela paz e pela misericórdia, que deve estar dentro de nós. E como fazer isso? Sendo pessoas novas, que vêm pela oração, oração que Jesus nos revela no Evangelho de hoje (Cf. Mt 11, 25-30)“, refletiu o bispo.

Gratos a Deus que doou São Francisco como exemplo que fala ao coração e oferece um exemplo de vida cristã a imitar, após a Missa os fiéis seguiram em grande procissão pelas ruas e avenidas adjacentes à Igreja Matriz. No percurso, moradores prepararam altares em frente às casas. Os passantes também pararam para rezar, outros para registrar em fotografias. Dom Gilberto, que acompanhou o cortejo, acenou e abençoou a todos.

Na volta, a Praça do Santuário ficou tomada de devotos. O momento festivo foi concluído com a Bênção do Santíssimo Sacramento e show pirotécnico. “Procissão grande, comprida, mas que todo mundo sai agradecido”, resumiu Frei Barbosa.

Por Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!