Missionárias da Comunidade Boa Nova renovam votos

No ano dedicado ao protagonismo dos leigos na Igreja e na Sociedade, um momento especial aconteceu na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro Gizélia Pinheiro, mais conhecido por “Batateira”, em Crato. Duas missionárias da Comunidade Boa Nova, que tem Casa de Acolhimento a dependentes químicos na cidade, renovaram seus votos de fidelidade: Regiane Farias da Silva e Maria Alexandra de Moura. A primeira está há vinte anos na comunidade; a segunda, está há quinze.

Esse momento da renovação aconteceu dentro da Santa Missa, presidida por Dom Gilberto Pastana, na Igreja Matriz Nossa Senhora Aparecida. Padre Joaquim Ivo (pároco local) Monsenhor Bosco Cartaxo (reitor do Santuário Eucarístico Diocesano), Padre José Eliomar (administrador da Paróquia de Santa Fé) e Padre Sebastião Monteiro (Diretor espiritual das Novas Comunidades) também estiveram presentes. O fundador da Comunidade se fez representar pelo formador geral, Leonardo Scaldini.

Na homilia, o pastor diocesano lembrou que, assim como as missionárias se consagraram ao Senhor, “também nós, que somos batizados, somos convidados a deixar com que a graça de Deus, a vida de Jesus, aconteça em nossa vida, atuando em nós”;

Regiane Faria, ao agradecer a todos pela presença fraterna, disse que no “SIM” diário ao compromisso com Deus e ao anúncio do Evangelho, por meio do cuidado com as suas “filhas espirituais” (mulheres em situação de dependência química), busca realizar sua missão de “anunciar a Boa Nova”.

Sobre a Comunidade Boa Nova

Presente em vinte dioceses do Nordeste e dez chácaras de acolhimento, a Comunidade Boa Nova surgiu em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, no ano de 1989, quando um grupo de casais começou a se reunir para rezar e evangelizar. Na Diocese de Crato, os trabalhos começaram em Mauriti, há dez anos. A casa inaugurada na cidade de Crato em, há quase um ano, é a única de acolhimento às mulheres.

Pelo estatuto aprovado pela Arquidiocese de Olinda e Recife, os membros da Comunidade Boa Nova são chamados à renovação dos votos, a cada ano, na diocese onde está exercendo a sua missão.

Por: Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!