Missa dos Santos Óleos: O Espírito Santo e a unidade que faz a Igreja

A Igreja de Crato, reunida na Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato, na manhã desta Quinta-feira Santa, dia 18 de abril, celebrou a Missa dos Santos Óleos ou Missa do Crisma, na qual tiveram destaques a unidade eclesial, em comunhão com o bispo diocesano, Dom Gilberto Pastana, e a origem pascal dos sacramentos, com a consagração e a benção dos óleos que conferem o Espírito Santo, isto é, a Confirmação (ou Crisma), a Ordenação Sacerdotal e a Ordenação Episcopal. Além do Crisma, no centro da liturgia desta manhã também estava a bênção dos santos óleos para a unção dos catecúmenos e o óleo para a unção dos enfermos. Nesta celebração, os sacerdotes que exercem o ministério nas cinco regiões forâneas renovaram as promessas feitas no dia da Ordenação, de fidelidade a Deus e à Igreja, no serviço ao povo.

Falando especialmente aos presbíteros, seus primeiros colaboradores, Dom Gilberto, comentando a ação do Espírito Santo, que renova a face da terra e enche de vida toda a humanidade, do mesmo modo que, outrora, impeliu Jesus a anunciar a boa-nova, faze-o, toda vez, sobretudo nestes tempos de que divide e individualiza o mundo e as pessoas que nele habitam.

Recordou, deste modo, o Pentecostes, quando o mesmo Espírito soprara sobre os apóstolos, impelindo-os a sair em missão. Por isso é que, na Oração Consagratória, o bispo invoca a Deus o espírito de santidade sob o sacerdote. Como desdobramento dessa oração – disse o pastor diocesano – entramos em contato com essa força, experimentando-a nos trabalhos do dia a dia, nos desafios e nos júbilos.

<< Consagração e bênção dos Santos Óleos >>

“Devemos ter a consciência de que, essa força, a qual sempre podemos contar, é-nos sempre concedida. Uma força que é experimentável em nossa vida e nela age, vive em nós, santifica-nos, fortalece e é o penhor da vida eterna, da bênção ilimitada. O Espírito Santo é a força que determina a nossa vida e provém do mais íntimo, quando Deus mesmo vem ao nosso encontro, no mais recôndito da alma”, acrescentou.

E agradeceu a oportunidade que Deus proporciona à Igreja de Crato, de experimentar essa força da ação do Espirito Santo em seu ministério, quando este se propõe, na iniciação à vida cristã, levar ao povo ao conhecimento de Deus, ao acolhimento às famílias venezuelana e ao fortalecimento dos conselhos pastorais e administrativos.

<< Dom Pastana, pastor diocesano de Crato, à esquerda junto aos padres; à direita, junto aos diáconos >>

“Neste sentido, o Espírito Santo infunde, não apenas no nosso corpo, mas na nossa alma. É o sopro que nos invade, é a fonte que refresca, nos fortalece, nos enche de amor. Ao renovarmos, hoje, o nosso propósito que o Senhor nos concedeu, roguemos a Ele que nos conceda, sempre mais, a ação do Seu Espírito”, pediu o bispo diocesano.

Por: Patrícia Mirelly com fotos de Rozélia Costa

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!