Liberdade interior destaque na “Diocese Estante”

Embora o tempo litúrgico da Quaresma tenha terminado, sempre é tempo de buscar recolhimento e reflexão. É nessa intenção que listo aqui o livro “Quem me roubou de mim? O sequestro da subjetividade e o desafio de ser pessoa” (Padre Fábio de Melo, Ed. Canção Nova, 2008, 148 páginas).

O título, logo no início, pode deixar o leitor meio confuso: “Quem me roubou de mim?”. Mas, se esse mesmo leitor estiver disposto a enfrentar as palavras difíceis, os períodos cheios de metáforas (o jeito Padre Fábio de Melo de escrever) o resultado é uma reflexão bem necessária (principalmente para estes tempos) e que a gente não pode deixar de fazer: quem – ou o quê – está roubando a nossa autonomia, a nossa clareza, o nosso controle sobre os nossos atos? Afetos, dependências, vícios? O livro é isto: um convite par nos debruçarmos sobre aquilo que, habitualmente, procuramos evitar. Para ter uma ideia: se nós estamos escolhendo pessoas que cumprem funções negativas em nossa vida, que nos fazem mal, está na hora de entender o motivo (pelo qual elas continuam em nossa vida) e quebrar esse padrão.

Para acompanhar as provocações do livro, a minha dica é a música “Livre Sou”, na voz potente da Adriana Arydes. A música fala do desejo de se libertar das amarras do mundo e prender-se à liberdade que só pode ser encontrada em Deus. Para facilitar, vou deixá-la disponível aqui. 😉

 

Por Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação

 

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!