O percurso da caminhada seguiu pela Rua São Pedro. (Foto: Patrícia Silva)

Grito dos Excluídos: “Vida em primeiro lugar”

Ainda celebrando a independência do Brasil padres, religiosas e leigos das paróquias das cidades de Juazeiro do Norte, Barbalha e Caririaçu realizaram na manhã deste sábado, dia 8 de setembro, a 24ª edição do Grito dos Excluídos que este ano tem como tema: Vida em Primeiro Lugar. “Desigualdade gera Violência: Basta de Privilégio”.

A concentração se deu na Praça da Prefeitura de Juazeiro do Norte, de onde os participantes seguiram em caminhada até a Praça Pe. Cícero. Durante o percurso os clamores do povo eram anunciados. “Gritamos para que tenhamos paz e mais segurança em nosso país”, enfatizou Antônio Vieira, coordenador do ministério da caridade na forania II.

“O nosso grito é para dar um basta ou, pelo menos, gritarmos dizendo chega de tantos privilégios, de tantas regalias diante desse sistema que estamos vivendo hoje. Pessoas que estão lá em cima ganhando absurdos, tendo seus palácios, suas mansões e o povo aqui embaixo não tendo nada. Isso é um ato violento contra o povo. Tirando direitos trabalhistas, de moradia, de saúde, isso tudo motiva cada um de nós a estar aqui neste grito. Que a gente possa dizer, em nome de Deus inclusive, que não concordamos, não aceitamos esse sistema que está aí”, falou o padre José Gonçalves, pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no distrito Palmeirinha, de Juazeiro.

O padre ainda disse que a partir da dinâmica proposta pelo ato, se espera que haja mais consciência e ação nas paróquias, nas rodas de conversas sobre o processo político que está sendo vivenciado, por exemplo, e nos momentos de estudo da cartilha com as orientações políticas da CNBB. O desejo também é que a discussão seja ampliada nas comunidades.

Ao chegarem ao destino final, foi realizado um momento de mística conduzido pela Irmã Annette Dumoulin, onde os ensinamentos do padre Cícero Romão serviram de inspiração. Um ato penitencial ecumênico, seguido da ciranda e oração de São Francisco pela paz concluiu o evento.

 

Por: Jornalista Patrícia Silva (MTE 3815/CE)

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!