De mãos dadas, os fiéis rezaram o Pai- Nosso. (Foto: Patrícia Silva)

Fazenda da Esperança Pe. Cícero: três anos presente na diocese de Crato

Há exatamente três anos era inaugurada, no distrito Coité, em Mauriti, a comunidade terapêutica Fazenda da Esperança, que na diocese de Crato foi acrescentado o nome Pe. Cicero. Aquele, que era um gesto concreto do centenário diocesano, marcou a vida de muitas famílias que já colhem os frutos do trabalho. Por isso, para render graças a Deus por tantas graças recebidas, na manhã desta quinta- feira, dia 12 de julho, o bispo dom Gilberto Pastana presidiu missa em ação de graças, na sede da própria comunidade.

“A Fazenda da Esperança quer ser esse lado caritativo para as pessoas que foram atingidas pelo mundo das drogas, da dependência química e querem se libertar, precisam desse apoio. O bom samaritano é aquele que ajuda as pessoas a se levantarem. Então o período que as pessoas passam por aqui são cuidados tanto psicologicamente quanto espiritualmente. São preparados, formados para resgatar a sua dignidade e resgatando sua dignidade possam voltar as suas atividades normais. Meu desejo não é de que essa casa fique cheia, mas de que, na sociedade, a gente vá mudando o mundo”, disse dom Gilberto.

A celebração reuniu padres, membros da comunidade, acolhidos e seus familiares. O momento foi de agradecer a Deus pelos que conseguiram se recuperar, rezar pelos que tiveram recaídas e lembrar daqueles que, mesmo lutando para sair do vício, tiveram suas vidas ceifadas, como o Jhon Dhone, primeiro acolhido da Fazenda, que passou pela processo formativo, mas ao retornar para casa teve uma recaída chegando a óbito depois de alguns meses.

A celebração foi rezada por ele e também por aqueles que continuam na luta, como o Jeferson Tadeu que já está fora da casa há um pouco mais de um ano e disse que a fazendo representa para ele um “renascimento”.

Ao final na celebração, um dos acolhidos recebeu o certificado de passagem pela Fazenda, que significa dizer que agora ele deve voltar para sua família. Foi um momento de alegria para todos.

Após a missa os acolhidos fizeram uma apresentação teatral e, depois, os participantes da celebração almoçaram juntos.

Dom Pastana com os padre e acolhidos da Fazenda. (Foto: Patrícia Silva)

Fazenda da Esperança Pe. Cícero

A Fazenda da Esperança Pe. Cícero tem capacidade para acolher 30 pessoas e hoje conta com 15. A contar do dia da inauguração, oitenta jovens já passaram pela instituição. De acordo com a coordenação local, dos jovens que já passaram o índice de recuperação é em torno de 30.

O processo de recuperação é baseado no tripé: trabalho, convivência e espiritualidade. “O trabalho é devolver a dignidade que foi perdida com o uso das drogas, pois muitos viviam mesmo no estado de mendigos. Depois é trabalhar a convivência familiar. Nossa estrutura é por casa, então a gente começa a trabalhar entre eles a convivência para que fique mais fácil trabalhar em casa. Trabalhamos também a espiritualidade por sermos uma instituição católica, mas acolhemos jovens de outras denominações religiosas também”, explicou o coordenador local, Francimar de Sousa.

O ingresso na Fazenda da Esperança é feito a partir do Programa Acolhe Ceará, do governo estadual. A família deve procurar os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e fazer todo o processo por lá.

Mais informações sobre a Fazenda da Esperança Pe. Cícero, entrar em contato pelo telefone: (88) 99673-3849.

 

Por: Jornalista Patrícia Silva (MTE 3815/CE)

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!