Equipe de Gestão do Fundo Diocesano de Solidariedade aprova quatro projetos relacionados à Campanha da Fraternidade 2014

Com o intuito de avaliar os projetos encaminhados a Diocese de Crato, relacionados a campanha da fraternidade 2014 que teve com tema “Fraternidade e Tráfico Humano”, aconteceu no dia 17 de junho, às 10h, na cúria diocesana, em Crato- CE, a reunião da equipe de gestão do Fundo Diocesano de Solidariedade, formada por Dom Fernando Panico, Pe. Joaquim Ivo dos Santos, Pe. Vileci Basílio Vidal, Raimunda Braga e Gelmar Bezerra. Na reunião foram aprovados quatro projetos.

Através do gesto concreto realizado no Domingo de Ramos, conhecido como Coleta Nacional da Solidariedade, são gerados o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) e o Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS), sendo ambos mecanismos de uma economia comunitária a serviço do desenvolvimento local. Os investimentos são realizados da seguinte forma: do valor arrecadado na coleta 60% é encaminhado para o FDS e investido em projetos sociais da diocese, os demais 40% são destinados ao FNS que são revertidos em iniciativas que fortaleçam a solidariedade em diversas regiões do país.

No ano 2014 a Diocese de Crato conseguiu arrecadar R$ 23.787,95 na coleta da solidariedade. Foi repassado para a conta da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), responsável pelo FNS, o valor R$ 9.515,18 e ficou para o investimento do FDS o valor de R$ 14.272,77.

Os projetos diocesanos aprovados são das cidades de Várzea Alegre, Crato e Mauriti e cada um deles receberão o valor de R$ 3.000,00 sendo o restante do valor investido na formação da equipe que assumirá a campanha no próximo ano. Vale ressaltar que a equipe diocesana do FDS trabalha junto com a Cáritas que acompanha a execução dos projetos, recebendo também de cada um a planilha de atividades e custos.

Segundo Gelmar o caráter pedagógico e não assistencialista do FNS e FDS é importante porque “mostramos para a igreja e para a própria sociedade que temos uma preocupação voltada com a questão social. Através dela tornamos visível a toda a sociedade a destinação desse recurso que vem do povo e volta para o povo, para as comunidades”.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!