????????????????????????????????????

Em Ponta da Serra, distrito de Crato, tem início a festa de São José Operário

Um pouco antes das seis horas da noite deste domingo, dia 21 abril, dona Maria Ferreira da Silva (Maricô) estava segurando a corda do sino da Igreja Matriz de São José Operário, do Distrito Ponta da Serra, em Crato, pronta para, assim que chegasse a carreata com a imagem do padroeiro, badalá-lo com muita força, anunciado que a partir daquele momento a comunidade paroquial estava em festa.

Ela realiza este ato há quinze anos e regozija-se em fazê-lo. “Semana passada estava até doente, pensei que não conseguiria vir, mas estou aqui. Sou muito devota de São José Operário e bato o sino com satisfação, é como uma forma de contribuir para realização do festejo”, conta.

Como dona Maricô, muito devotos do padroeiro do trabalhador estiveram presentes na carreata e na missa de abertura, iniciada um pouco depois das sete horas da noite, presidida por dom Gilberto Pastana e concelebrada pelo pároco, padre José Ricardo Sales, no pátio da Igreja, que logo ficou lotado de fiéis.

O grande número de participantes tem justificativa. É que além de ser uma das festas mais tradicionais da região dedicada a São José Operário, ela possui 50 anos de existência, o santo é o patrono da Igreja e tem a forte estima do povo do Ceará. “São José é um santo muito amado e querido pelo nosso povo. É o padroeiro do Ceará que, aqui em Ponta da Serra, festejamos como São José Operário, trabalhador. Todos aqueles homens e mulheres que labutam no dia-a-dia tem uma devoção muito forte a São José e aqui a devoção vem só crescendo”, comentou o padre Ricardo.

Até o dia primeiro de maio os fiéis contam com uma programação intensa começando pela manhã com visita da imagem do padroeiro as comunidades, cafés comunitários e momentos orantes; a noite, todos se reúnem na Matriz para participar do novenário e celebração eucarística. A parte social, onde os participantes podem apreciar shows culturais e comidas típicas, é oferecida logo após a celebração da missa, como um momento de confraternização bem familiar.

São José Operário é o mesmo São José?

Duas celebrações litúrgicas, ambas com o nome de São José, cada uma em dias diferentes: 19 de março e 1º de maio. Na primeira data celebra-se só com o nome do esposo de Maria e, à segunda, é acrescentada uma característica bem especifica: Operário. Você pode se perguntar: a Igreja se refere a mesma pessoa, ao Pai Adotivo de Jesus?

O bispo dom Gilberto Pastana explica: “É o mesmo santo, agora como as pessoas são muito devotas, procuram, neste caso aqui (a comunidade de Ponta da Serra), comemorar São José o trabalhador. Dia primeiro de maio é dia do trabalhador e, o trabalhador se inspira no exemplo de São José, Pai Adotivo de Jesus, que também foi carpinteiro e exerceu essa função de trabalhador. De tal forma que são duas festas de São José: em alguns lugares São José Operário, o trabalhador e, em outros, celebram apenas o dia dele que é dia 19 de março.”

Sendo assim, na Diocese de Crato são quatro as paróquias que tem o casto esposo de Maria como padroeiro, sendo “São José” em Juazeiro do Norte, Potengi e Missão Velha; e “São José Operário” em Ponta da Serra.

Diante disso fica o convite para os devotos do Patrono da Igreja rezarem, até o dia primeiro de maio, junto a comunidade de Ponta da Serra, a São José, o Carpinteiro, celebrando também a alegria Pascal. “A festa de São José Operário, de maneira providencial, este ano, teve inicio no domingo de Páscoa e em toda oitava da Páscoa festejaremos nosso padroeiro. Com certeza José se alegrou ao ver o seu Filho ressuscitado e glorificado. Então esta é mais uma motivação que nos une”, disse o padre Ricardo.

Por: Jornalista Patrícia Silva (MTE 3815/CE)

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!