“Eis o Dia que o Senhor fez para nós. Exultemos e cantemos de alegria” (Sl. 117,24)

Depois de percorrido um Itinerário Quaresmal, longo e frutuoso, com Oração, Jejum e Caridade, em atitudes de sincera e necessária conversão, reconciliação com Deus e com os irmãos, adentramos no Tempo Pascal com a riqueza incomensurável da salvação que nos foi dada em Nosso Senhor Jesus Cristo.

Aquele com o qual partilhamos o Pão na Última Ceia, que vimos envolto em sangue, tomado pelas dores da morte na Sexta-feira, Aquele que velamos respeitosamente no silêncio da morte no Sábado, agora o proclamamos Ressuscitado, Vivo, Vitorioso!

Ressurreição é vida nova. Por isso, esqueçamos as coisas passadas. Não procuremos entre os mortos Aquele que é a Vida (Lc. 24,5-6 / Jo. 20,1). Com Cristo ressuscitado nasceu o “ser humano novo”, revestido de ressurreição. Se Cristo ressuscitou, ressuscitaremos também nós, membros de Seu Corpo glorioso. Por isso, vivemos já ressuscitados na fé e na esperança. Pelo Batismo somos testemunhas qualificadas da ressurreição. A Ressurreição de Jesus é verdadeiro movimento de amor, entusiasmo incontido de fé, sinfonia de amor divino, que é enviada pelo Espírito Santo aos corações mais endurecidos e descrentes no amor de Deus.

Como os discípulos de Emaús, é o momento de sentir o nosso coração arder e fixar nossos olhos em Jesus (Hb.12, 2). É tempo de uma fé Pascal. Uma fé transbordante de amor para com o Ressuscitado que se manifesta em ações concretas e que se torna missão. A fé Pascal, iniciada pelos discípulos no encontro com o Ressuscitado, é a fé que todos nós cristãos devemos continuamente amadurecer em nossa vida pessoal e pastoral, vivendo a vida nova do Batismo, com o selo do Espírito, na fidelidade ao Pai, prolongando a vida e ação de Jesus.

Na certeza dessa vida nova recebida em Cristo, renovemos nossa própria vida: “Se ressuscitastes com Cristo, esforçai-vos para alcançar as coisas do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus!” (Cl.3, 1-4). Vivamos, portanto, uma vida nova em Cristo. Viver sua vida de ressuscitado é viver numa perspectiva nova, viver com o olhar a partir da Eternidade, mas com o coração e os pés na vida terrena.

Com Cristo, por Cristo e em Cristo na Unidade do Espírito Santo, Deus Pai “renova todas as coisas” (Ap. 21, 5). A partir da sua ressurreição, temos certeza de que Cristo está no meio de nós, vive em nós, está na Igreja, na Palavra e na Eucaristia. Está em cada ser humano.

Cabe a cada um de nós encontrá-Lo, fazer experiência da Sua presença, entrar no Seu Coração ressuscitado, para viver sem cessar a alegria pascal e ir ao encontro dos nossos irmãos. E, como os discípulos naquela noite em Emaús, proclamar: “O Senhor ressuscitou verdadeiramente!” (Lc. 24, 34).

“Rainha do Céu alegrai-vos, Aleluia! Porque aquele que merecestes trazer em vosso puríssimo ventre, Aleluia! Ressuscitou como disse, Aleluia! Rogai a Deus por nós, Aleluia”. (Oração para o meio-dia do tempo pascal)

Por: Padre Paulo Sérgio Silva, pároco da Paróquia São Sebastião, em Mangabeira; e professor no Seminário Diocesano São José

 

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!