É sempre bendito aquele que vem: Dom Gilberto conclui visita pastoral a Dom Quintino

Em 13 de julho, o bispo diocesano, Dom Gilberto Pastana, conheceu e conversou com as lideranças e as famílias de quatro comunidades da Área Pastoral São Sebastião, em Dom Quintino, distrito de Crato. Neste sábado, dia 10 de agosto, retomou as visitas, sendo acolhido em mais quatro comunidades: Nossa Senhora do Carmo, no Sítio Jardim; Nossa Senhora Aparecida, no Sítio Ipueiras da Palha; Nossa Senhora de Fátima, no Sítio Bréa e São Lourenço, no Sítio Lagoa do Faustino. Nesta última, presidiu a Missa na conclusão dos festejos ao padroeiro. Também visitou o “Museu do Luiz Gonzaga”, idealizado e mantido pelo jovem Pedro Lucas.

Percorrendo estrada de chão batido, cortada por uma paisagem ora verde, ora desbotada pela secura da terra, Dom Gilberto foi acompanhado pelo administrador da Área Pastoral, Padre José Ricardo Barros, pelo seminarista Edpo Israel e por representantes do Conselho Pastoral, Isac Brasil e Zildene Martins, além do jovem Pedro Lucas, da Pastoral de Comunicação, Pascom.

Quando o carro branco apontava à entrada das comunidades, as crianças se antecipavam erguendo cartazes, bandeirolas e balões coloridos, enquanto os adultos entoavam cantos de acolhida e fogos saudavam “aquele que vinha em nome do Senhor”. Muito à vontade, em círculos, dentro das capelas, contavam como viviam e celebravam a fé e ouviam, atentos, as catequeses do pastor, desde a necessidade do engajamento nas atividades da comunidade à importância do matrimônio, da família e das “celebrações do Senhor”, aos domingos.

“Os fiéis se sentem bem em acolher o bispo, eles oferecem o que têm de melhor na comunidade, e ficam ainda mais felizes com o contato mantido pelo bispo, cumprimentando-os um a um, característica, peculiar de Dom Gilberto, pois ele gosta, de verdade, de sentir ‘o cheiro’ das ovelhas. Isso cria um laço de afeto muito forte entre o pastor e seu rebanho”, disse Isac Brasil, do Conselho Pastoral, que acompanhava a comitiva.

<< Nas capelas, junto ao bispo, o povo rezou o Ofício Divino das Comunidades, participou da Santa Missa e recebeu estampa do Coração de Jesus e de Maria. Fotos: Patrícia Silva >>

As visitas foram iniciadas às seis e meia da manhã e concluídas às nove e meia da noite. Além de conhecer as capelas, conversar com as lideranças e as famílias, Dom Gilberto também administrou a Unção dos enfermos ao aposentado Joaquim Correia Sobrinho, de 73 anos, acometido por uma doença nervoso; e ao jovem Alison Peixoto, de 22 anos, acometido por Leucemia desde 2014, que também foi confirmado no Batismo, com o sacramento da Crisma. “Embora eu tenha muita fé e ela me sustente, sinto que esses sacramentos preencheram um vazio. Estou muito grato a Deus e ao senhor bispo por esse momento ”, afirmou, ao comentar como desejava recebê-los.

Ao fim das visitas, Dom Gilberto considerou que estar no meio do povo, ouvindo suas histórias de alegrias e de tristezas, mas também de superações, é oportunidade “de compreensão e de entendimento da missão” e que, se pudesse, faria visita pastoral toda semana. Padre José Ricardo disse estar igualmente feliz, uma vez que as vistas encorajam o povo na missão evangelizadora, principalmente quando as motivações vêm do pastor diocesano.

Por: Patrícia Mirelly com fotos de Patrícia Silva

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!