Alison na entrada de sua casa. (Foto: Patrícia Silva)

Dom Pastana realiza sonho de jovem com leucemia

O sonho, adiado por seis anos, parecia que não seria realizado. O tratamento contra câncer no sangue, conhecido como leucemia, fez o tempo de espera parecer ainda mais longo, porém quando se trata do jovem Alison Peixoto, três palavras não podem ser esquecidas: foco, força e fé.

São justamente estes três “F”, desenhados na fachada da parede de sua casa, no distrito dom Quintino, em Crato, que recepciona os visitantes. E foi até lá que dom Gilberto Pastana, como Igreja em Saída, se dirigiu para encontrar o jovem, na tarde do sábado, dia 10 de agosto. Naquele dia o pastor diocesano realizava Visita Pastoral no distrito, mas aquela missão era bem específica.

Na sala de sua residência, sentado na cadeira de rodas, Alison aguardava o bispo. Ao vê-lo entrar a alegria brotou de seu coração, externada pelo brilho nos olhos, já que, devido a máscara cirúrgica usada para proteger o corpo durante o tratamento da doença, não se podia ver o sorriso em seus lábios. O grau de intensidade do que estava para acontecer na vida dele era imensurável.

Dom Gilberto segurando a mão do Alison. (Foto: Patrícia Silva)

Como um bom cristão católico, Alison sempre foi atuante no exercício da fé e dos sacramentos. Quando o diagnosticaram com leucemia, há quatro anos e oito meses, não desanimou e nunca se afastou de Deus. Para manter este elo com o divino, em comunhão com os ensinamentos da Igreja, ele dizia ter como sonho receber o sacramento da Crisma.

Com a ajuda de catequistas da comunidade, no último ano, já que nos anos iniciais após o diagnóstico o tratamento foi intenso, o jovem recebeu a formação em sua casa. Neste intervalo ainda houve um transplante de medula óssea mal sucedido, que acarreta em crises permeadas de dores de cabeça, falta de ar e desmaios. Em julho, ele até ia ser crismado junto a outros jovens do distrito, mas enquanto eles davam este passo na vida de fé, Alison estava mais uma vez internado no hospital, dando mais um passo na luta pela vida. Terça- feira passada, inclusive, mais uma vez ele passou mal enquanto tomava plaqueta.

Se até aqui você pensou que tudo isso o desaminou, está redondamente enganado e enganada. Com foco, força e fé aquele que sabe bem o valor da vida, pois luta por ela diariamente, em instantes iria concretizar seu sonho.

Estava tudo pronto. O Rito da Crisma começou. Às perguntas para confirmação das promessas batismais o crismando respondia com segurança, olhando fixamente para a luz da vela. Na unção com o óleo era nítido como seu coração batia mais forte, emocionando a todos. Com a graça de Deus, na sala de sua residência, ao redor da família, Igreja doméstica, Alison Peixoto, aos 22 anos, foi crismado. “Para mim foi algo divino. Depois que fui diagnosticado com leucemia eu me fortaleci ainda mais em Deus para superar os obstáculos, mas eu via que estava faltando algo, tinha um vazio. Hoje esse vazio foi preenchido”, externou o jovem.

Alison ainda recebeu, das mãos do bispo, a unção dos enfermos e a eucaristia, fonte e ápice da vida cristã.

Esperança

Na luta pela vida, Alison procura animar outras pessoas que passam pelo tratamento contra o câncer e por outras dificuldades. Dialogando com ele é fácil perceber como a fé o ajuda a superar esta difícil jornada, renovando sua vontade de viver. “Devemos lembrar que Deus não dá uma cruz mais pesada do que a que podemos carregar. É certo que tem dias que serão mais difíceis que outros, mas não podemos perder a fé. Tenho um Deus que é maior que o meu problema, por isso tenho certeza que vou conseguir vencer”, disse o jovem mostrando convicção.

Dom Gilberto, padre Ricardo e o seminarista Édpo no momento de oração com Alison e seus familiares. (Foto: Patrícia Silva)

Sua força contagia aqueles que se aproximam. Com lágrimas nos olhos ao falar sobre o filho, dona Marineide de Sousa Peixoto, disse que a fé dele a torna ainda mais confiante. “Ele tem tanta força que repassa para nós. As vezes a gente está em um dia difícil e ele repassa essa força pra gente. Meu filho é um guerreiro. Tenho certeza que ele vai vencer”, contou, emocionada.

Em seu ig no instagram (@alisonpeixoto3fs), Alison mostra momentos de sua luta contra o câncer, ilustrando, de forma jovial e leve, seu dia-a-dia, falando ainda da importância de alimentar a esperança e a certeza de que “viver é a melhor coisa da vida”.

 

Por: Jornalista Patrícia Silva- DRT 3815/CE

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!