Dom Pastana fazendo a pregação no novenário da Romaria de São Francisco de Canindé. (Foto: Jander Silva)

Dom Pastana preside novenário na Romaria de São Francisco, em Canindé- CE

Nessa terça- feira, dia 02 de outubro, dom Gilberto Pastana presidiu a oitava noite da novena em honra a São Francisco das Chagas, na segunda maior Romaria Franciscana do mundo, que acontece em Canindé- CE. O padre Cícero José da Silva, reitor da Basílica Nossa Senhora das Dores, de Juazeiro do Norte-CE, também esteve presente.

A celebração teve início com a procissão do painel de São Francisco, que sai de frente da Basílica em direção a Praça do Romeiro. No percurso os fiéis rezam e cantam agradecendo a Deus pela vida do santo padroeiro. Chegando ao local da celebração começa a paraliturgia com a presença de uma multidão de romeiros, vindos de muitas partes do país.

Procissão com o painel. (Foto: Jander Silva)

Toda esta devoção, segundo dom Gilberto, se dá devido a simplicidade e o grande exemplo que foi São Francisco. “São Francisco é o santo da paz, da fraternidade e humildade. Um dos maiores exemplos de vida cristã para todos nós. Acredito que todo romeiro que vem aqui atrás dessa paz e dessa simplicidade de São Francisco. Para sermos instrumentos da paz de Deus, como diz o tema da romaria deste ano (Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz), devemos receber esse dom de Deus e procurar viver a solidariedade, fraternidade na vida dos irmãos”, disse o bispo.

A presença do bispo e do reitor da Basílica de Juazeiro do Norte, mostra, de acordo com o frei Marcone Lins, reitor da Basílica de Canindé, o intercâmbio que deve acontecer entre os Santuário de Romarias, inclusive, na Basílica de Canindé há um espaço com a imagem do Padre Cícero.

Momento da reflexão. (Foto: Jander Silva)

“Pra gente é uma alegria recebermos o bispo de Crato e o reitor da basílica de Juazeiro do Norte, inclusive fizemos uma homenagem ao Juazeiro, pois sabemos que há uma união entre Juazeiro e Canindé. Os romeiros que vem aqui, vão lá. Os que vem de lá, passam por aqui. Então nós queremos comemorar hoje, com a presença do dom Gilberto e do padre Cícero José, este intercâmbio que acontece entre nós”, disse o frei Marcone.

O padre Cícero José também considerou importante este momento. “Sou muito devoto de São Francisco então é uma alegria perceber também no rosto dos romeiros este intercâmbio da Igreja acontecendo. Reitores que promovem esse encontro para a Igreja que somos uma só”, disse.

A reflexão da noite foi feita por dom Pastana. A celebração contou ainda com a procissão da palavra, a entrada da bandeira do Maranhão, Estado homenageado da noite, a coleta vocacional, um momento de testemunho exposto no telão, sendo culminado com a bênção do Santíssimo Sacramento.

 

Por: Jornalista Patrícia Silva (MTE 3815/CE)

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!