Diocese de Crato tem representantes no 4º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação realizado em Aparecida- SP

Esta acontecendo, de 24 a 27 de julho, o 4º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação e 2º Seminário Nacional de Jovens Comunicadores, em Aparecida- SP, com a presença de aproximadamente 900 pessoas entre leigos, padres e bispos. Da Diocese de Crato estão participando o Diácono Luiz Gonzaga de Araújo, o radialista Rosivaldo Pedro, da Rádio FM Pe. Cícero e a assessora de comunicação Patrícia Silva.

O tema desta edição é “Comunicação, desafios e possibilidades para evangelizar na era digital” e os participantes estão vivenciando momentos formativos que ajudam a aprofundar esta discussão, fazendo parte da programação momentos de oração como a Santa Missa e adoração ao Santíssimo. Os inscritos também participam de dois seminários, escolhidos no ato da inscrição, que são divididos em cinco temas: Teoria e prática na Pascom, Teoria e prática na Web, Teoria e prática na convergência midiática, Teoria e prática na arte e Teoria e prática na Assessoria de Imprensa.

O Pe. Marcos Vinicius do Regional Sul 1, membro da comissão nacional da Pascom, explicou que aconteceu toda uma mobilização para a realização deste evento. Ele disse que a motivação para a escolha do tema se deu devido toda a rede digital em que o ser humano está inserido. “O enfoque principal do encontro será este: diante de tantos meios de comunicação, não podemos esquecer a comunicação. Temos muitos desafios, muitas possibilidades e nós temos que aproveitar bem todas elas para a evangelização”, afirmou.

Participantes do 4º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação e 2º Seminário Nacional de Jovens Comunicadores, em Aparecida- SP. (Foto: Patrícia Silva)
Participantes do 4º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação e 2º Seminário Nacional de Jovens Comunicadores, em Aparecida- SP. (Foto: Patrícia Silva)

A comissão responsável pelo encontro estava reunida em Aparecida desde a segunda-feira, 22-07, e, dentre eles, o bispo da Diocese de Picos- PI, Dom Plínio José Luiz da Silva. A Diocese de Picos é a referencial em comunicação na CNBB. Sobre o encontro o Bispo falou que estamos vivenciando um tempo de mudança de época, que dispõe em favor a tecnologia, devendo ela ser trabalhada em prol da evangelização. “É necessário anunciarmos o testemunho, sabendo que ele vai ao coração de cada pessoa. A nossa Diocese investe muito em comunicação por termos a consciência de que ao anunciarmos algo, sempre tem alguém para nos ouvir. Nós enriquecemos ao vermos o retorno das pessoas. Temos ainda dificuldades de recursos humanos, no sentido de pessoas que assumam essa missão como comunicador, com ardor” afirmou.

Segundo Dom Plínio as novas tecnologias tem facilitado o anuncio do evangelho. “Hoje a comunicação deixou de ser uma comunicação de cima para baixo, agora é uma comunicação horizontal, as pessoas tem mais liberdade de emitir seu parecer. Facilitou mas não despertou nas pessoas o desejo de usar tudo isso com maturidade cristã. Ainda existe muita comunicação que sai do foco de informar, caindo apenas no desabafo do que se sente, principalmente nas redes sociais”.

O encontro conta com a assessoria de Cardeal Dom Orani João Tempesta, Arcebispo da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro e bispo referencial da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação, Elson Faxina, Doutor em Ciências da Comunicação pela Unisinos, Ir. Élide Maria Fogolari, que pertence à Congregação das Irmãs Paulinas e fez mestrado na Escola de Comunicações e Artes de São Paulo e o Pe. Antonio Spadaro, SJ, que pertence a Companhia dos Jesuítas, doutor em teologia pela Universidade Gre-goriana de Roma, Mestre em Comunicação Social, dentre outros.

Momento de entrega do encontro a intercessão de Nossa Senhora Aparecida. (Foto: Patrícia Silva)
Momento de entrega do encontro a intercessão de Nossa Senhora Aparecida. (Foto: Patrícia Silva)

Segundo o Pe. Antonio Spadaro a internet é uma experiência que os fios e os cabos dos computadores tornam possíveis. Ele disse que a internet não existe, a rede não existe, o que existe são pessoas que tornam possível essa realização. “A internet não é a tecnologia, são as pessoas”, afirmou.

O padre continuou explicando que a internet não é ferramenta de evangelização, mas sim um ambiente de evangelização, onde a rede se torna um ambiente de experiência, um ambiente e uma experiência. “A característica fundamental das redes sociais é o emergir não de conteúdo, mas de relações. Quando você posta alguma foto no seu face e passa treze segundo sem ninguém curtir, qual sua reação? Nos últimos anos a rede tem modificado o seu significado. Se você não tem amigos, não tem relações, então você não vai se comunicar”.

Sobre a evangelização através das redes sociais Pe. Spadaro disse que “evangelizar através delas não significa bombardear as pessoas com mensagem do evangelho, isso é propaganda, mas seria então testemunhar com o sorriso, com o pensamento de que você vivencia em seu dia-a-dia fatos cristãos, e sobretudo com a persistência do dialogo”. O padre concluiu dizendo que todos não são chamados a somente anunciar a palavra de Deus, mas para ser o próprio Cristo na rede digital.

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!