Momento da unção com o óleo do crisma. (Foto: Patrícia Silva)

Após preparação, crismandos da Paróquia Sagrada Família confirmam o batismo

Em uma celebração considera ímpar na vida daqueles que participaram, sessenta e quatro paroquianos da Paróquia Sagrada Família, da cidade de Crato, receberam o sacramento da crisma, em uma missa presidida pelo padre Acúrcio Barros, reitor do Seminário Diocesano São José, e concelebrada pelo pároco, padre José Josias de Araújo, na Capela Nossa Senhora dos Pobres, neste sábado, dia 6 de outubro.

“Este sacramento é para confirmar o batismo do homem e da mulher, adultos na fé. Através dele podemos dizer a Jesus: ‘eu tenho, agora, maturidade suficiente para ser teu discípulo Senhor. Eu tenho, agora, condição suficiente, pela minha maturidade, pelo meu conhecimento da fé, de ser missionário do teu reino, poder te servir, ser teus pés e tuas mãos aqui na terra’. Eis é a razão principal desse sacramento. O crismado, cheio do Espírito Santo, agora, como Maria, vai ao encontro do outro. Se desloca, sobe montanha, desce para as planícies da vida e das periferias existenciais para anunciar as maravilhas do Senhor, sobretudo, com o testemunho de vida”, explicou o padre Acúrcio.

Para achegar a esta maturidade os crismandos passaram por um processo formativo que durou dois anos. Antes era um ano, mas a coordenação da catequese optou por aumentar o tempo tendo em vista a melhor preparação dos jovens como também dos próprios formadores. “Essa escolha facilitou para nós, catequistas, que somos doze, o estudo melhor da palavra de Deus e da temática que foi proposta para nós. Estamos muito satisfeitos. Iniciamos a formação com 78 jovens e hoje 63 estão aqui, preparados, para receber o sacramento nesta noite”, disse Ermano Alves, coordenador paroquial da catequese.

Um dos crismados foi a Clara Aparecida. Ela já é acólica (coroinha), mas disse que, a partir do que experimentou com as formações, quer se engajar ainda mais no serviço da Igreja, através do engajamento na comunidade. “Hoje me sinto mais próxima de Deus, por isso para mim este sacramento é muito importante”, afirmou.

Durante a celebração, todos foram chamados a atenderem ao pedido do Papa Francisco em promoverem a cultura do encontro, com Deus e com os irmãos e, como portadores da Palavra de Deus, que foi enfatizada com a entrada solene durante a celebração, todos foram convidados a anuncia-la com a própria vida.

 

Por: Jornalista Patrícia Silva (MTE 3815/CE)

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!