Celebração na Capela São Sebastião. (Foto: Patrícia Silva)

Ainda em Brejo Santo, dom Gilberto crisma jovens e adultos da Paróquia São Francisco de Assis

Em duas celebrações eucarísticas, uma pela manhã na Capela São Sebastião e outra à tarde na Igreja Matriz, 313 jovens e adultos da Paróquia São Francisco de Assis, de Brejo Santo, foram crismados. As missas foram presididas, neste sábado, dia 15 de junho, por dom Gilberto Pastana e concelebradas pelo monsenhor Dermival Anchieta Gondim e o padre Arnaldo Pereira do Nascimento.

Além de manifestar alegria por estar em meio ao povo de Deus nas comunidades, que segundo ele é uma das atividades que mais lhe aprecia na missão, o bispo também manifestou acolhida aos crismados, incentivando-os a se engajarem pastoralmente colocando a serviço da Igreja os dons recebidos neste dia.

“Devemos acolher e deixar que o Espírito Deus possa agir em nós, nos colocando a serviço da comunidade. É na comunidade que percebemos o Espirito de Deus atuando. No conjunto da comunidade aparece a diversidade do Espírito, por isso é importante estar na comunidade porque ela é o rosto de Deus, a comunidade viva, que reza, que crer em Deus e vive essa pertença a Deus”, disse dom Gilberto.

Outro ponto forte da homilia do bispo foi a vivencia da Palavra de Deus e para falar sobre isso ele usou uma linguagem própria da juventude, que anda “antenada” com o mundo virtual através dos seus aparelhos celulares. Após utilizar uma dinâmica de comparação da importância e uso da Palavra de Deus e do aplicativo whatsapp, ele deixou claro o que deve ser priorizado não só na teoria, mas também na prática. “Nós temos que levar a sério nossa vida religiosa e isso significa procurar conhecer mais a Palavra e vivenciá-la”, enfatizou.

A mensagem foi bem entendida pelos crismados e o compromisso suscitado no coração de cada um. “Quando o bispo pediu que ficasse de pé quem tinha celular, eu fiquei. Dei a nota dez quando ele perguntou qual nota a Palavra de Deus merecia, mas sentei quando ele disse que sentasse quem não tinha a bíblia no celular. Apesar de ter a Bíblia em casa, senti, a partir da reflexão que ele nos fez, que preciso me aproximar ainda mais, lê-la e vivenciá-la mais. Baixá-la em meu celular é um jeito de andar com ela sempre comigo, pois sempre saio de casa com meu celular. Farei isso assim que chegar em casa”, se comprometeu a jovem de 20 anos, Lívia Vitória Juvino Costa.

No momento do ofertório, os crismados foram convidados a ofertarem os crachás com seus nomes, como forma de entrega e doação da própria vida a Deus.

As celebrações reuniram fiéis de dezesseis comunidades. Nas duas o bispo foi presenteado: na Capela São Sebastião, com um quadro com a imagem do padroeiro, e na Igreja Matriz, com um buquê de flores.

 

Por: Jornalista Patrícia Silva- DRT 3815/CE

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!