A epifania do Novo Juazeiro ao Menino Jesus

A Igreja em todo mundo celebra, neste domingo (6), a solenidade da Epifania do Senhor, cuja liturgia é uma continuidade da contemplação e da celebração ao mistério do nascimento de Jesus Salvador. A data, para a paróquia do bairro Novo Juazeiro, marca a festa patronal do Menino Jesus de Praga. Este ano, de modo especial, a presença dos leigos não estava apenas no tema, “Cristãos leigos e leigas sujeitos na Igreja em saída a serviço do Reino”, mas na própria festa. Tanto que, ao fim de cada celebração, o pároco, Padre Cícero Leandro Cavalcante, chamava uma pessoa até o altar, para contar à assembleia reunida, experiências de fé e missão. “Nós sentimos na Igreja essa presença ativa – e efetiva – dos leigos. Então, trazer esse tema foi, também, para corroborar isso. E foram dias abençoados”, disse o pároco.

A festa começou no último dia 28, e cada noite um padre conduziu a novena preparatória, seguida da presidência da Santa Missa. Destaque para o Monsenhor José Alves, um dos decanos do clero diocesano de Crato. Ele conduziu a paróquia desde a sua instalação, motivo que o faz ser muito estimado pelo povo. Incansável na missão, todas as noites lá estava concelebrando e entregando comendas aos homenageados da festa, pessoas que ajudaram a edificar a paróquia, ao longo dos quase trinta anos de sua criação. “Ele é o pai fundador desde igreja. Ele vem e fica vendo os frutos”, sublinhou Padre Leandro.

Outro destaque foi a atuação da Pastoral da Comunicação, a Pascom. Duas equipes se revezaram na transmissão e no registro das celebrações, da chegada da imagem à Igreja Matriz, até a parte social da festa, que contou com quermesses e shows culturais. Para o coordenador, Rômulo Bezerra, os resultados foram exitosos. Durante as noites, cerca de 10 mil pessoas foram alcançadas pela transmissão via Facebook. “Quando os festejos foram se aproximando, nós fizemos transmissões, inclusive nas comunidades, que celebraram o Tríduo. E, pela primeira vez, nós nos organizamos e planejamos a divisão dos trabalhos”, contou.

Encerramento

Para a conclusão dos festejos, o convidado foi o bispo, Dom Gilberto Pastana. A celebração solene começou às cinco da tarde. O clima quente e abafado no interior da igreja não deixou os fiéis menos jubilosos. Eles renderam graças ao “soberano Deus Menino”, conforme cantam no refrão do hino, em vivas preces e ações de graças. E ainda tiveram ânimo para seguir em procissão com a imagem do patrono, levado em carro-andor todo ornado com flores naturais, pelas ruas que circundam a Matriz. Tanto a missa quanto o cortejo foram acompanhados, também, por visitantes das paroquias adjacentes.

A aposentada Lucia Maria Menezes, de 85 anos, veio da Paróquia São José do Limoeiro, trazida pela devoção ao Menino Deus e a beleza do Templo dedicado a Ele. “Eu vim caminhando até aqui. Gosto muito dessa Igreja, e quero muito bem ao Menino Jesus”. A mesma alegria é partilhada pela paroquiana Maria Gracilda Barros Maia, Ministra da Eucaristia. Ela pontua que a festa, este ano, de modo particular, despertou o engajamento dos leigos, levando-os a participar mais ativamente da programação. “A participação mais ativa, o envolvimento das equipes, dos movimentos, das pastorais, tudo isso deu mais brilho a nossa festa”, considerou.

Entrar e encontrar

Entrar e encontrar. Esses foram os dois verbos destacados do Evangelho do dia pelo bispo, Dom Gilberto. Os Magos do Oriente – disse – experimentaram isso ao verem Jesus. E a Ele fizeram oferendas. Diante do Mistério, curvaram-se e ajoelharam-se. Também os cristãos, hoje, devem repetir esse gesto, extensivo a toda a humanidade. “Ao oferecerem-se, ao esvaziarem-se de si, eles acolhem o Menino Deus em suas vidas. E a experiência é tão transformante que, ao retornarem para suas casas, não voltam mais pelo mesmo caminho. O caminho do Senhor nos faz construir outros caminhos, que levam à vida e ao encontro com os irmãos. Nós, Igreja em saída, precisamos entender que Deus se manifesta, constantemente, sem exceção. Aí também Jesus nasce”, refletiu o bispo.

Texto e fotos da celebração eucarística: Patrícia Mirelly
Fotos da procissão: Patrícia Silva 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!