1º módulo de curso para catequistas conta com a participação de aproximadamente 200 pessoas em Lavras da Mangabeira

O ministério da palavra da Diocese de Crato, está promovendo um curso de formação básica para catequistas da iniciação cristã e de adultos. O curso será realizado nas 5 regiões foraneas diocesana e teve como pioneira a forania IV, onde cerca de 200 catequistas se reuniram, ás 8h do dia 1º de maio, na Escola São Vicente Ferrer, em Lavras da Mangabeira, para estudarem o primeiro módulo que fala sobre a pastoral catequética e seus conteúdos.

O curso tem a duração de seis meses e os participantes recebem, em sua conclusão, um certificado de 96h/a. Ele traz como objetivo proporcionar aos catequistas uma formação, onde possam responder com autenticidade aos desafios da catequese para os novos tempos, conhecendo bem a proposta da igreja em seus documentos.

A formação acontece de forma paralela em duas turmas. Uma reúne os catequistas da pré-catequese, iniciação cristã, perseverança e crisma, e em outra ficam os que fazem parte da catequese com adultos (batismo, matrimônio…). Ambas formações duram o mesmo tempo, com 8h de aula presencial e mais 8h de atividades a distância. Podem participar somente aqueles que já estejam engajados na catequese de sua paróquia.

Material utilizado para formações catequéticas.
Material utilizado para formações catequéticas.

Esta ideia surgiu da carência existente na formação dos catequistas da diocese, disse a coordenadora diocesana do ministério da palavra, Francisca Silva Sampaio. Ela conta que hoje possuem 12 facilitadores para auxiliarem na reflexão dos temas e ainda, “Nós não estamos dando a receita pronta, estamos ensinando eles a fazerem”. Em Lavras estavam presentes como facilitadores, além da coordenadora, o Manoel Neto Sampaio e Elda Cristina Sampaio.

A coordenadora relata alguns desafios para realização do curso como a luta contra a evasão dos catequistas, a continuidade desta realização e também a persistência da equipe de formadores, ressaltando que são todos voluntários e a taxa que é cobrada (o valor vária de acordo com a realidade de cada forania) se destina a compra do material que é entregue a cada participante, como também a organização do espaço e alimentação.

O bispo Dom Fernando Panico, que se encontra na 52ª Assembleia Nacional dos Bispos do Brasil, em Aparecida- SP, “apoia este trabalho e apesar de não poder estar sempre presente, tem uma grande preocupação com a catequese de nossa diocese”, disse Francisca.

“A catequese é um processo continuo, permanente, orgânico e sistemático da educação da fé. Hoje existe uma sacramentalização, uma grande pressa em celebrar os sacramentos, e a catequese não é isso”, afirmou a coordenadora. Ela ainda diz acreditar que “ao conseguirmos passar por todas as foranias, em todos os módulos, nós cresceremos muito, pois teremos uma catequese que ajude os nossos catequizandos a se tornarem verdadeiros discípulos e missionários na sua comunidade. Isso faz com que o anúncio do evangelho chegue cada vez mais longe”.

O segundo módulo, na Forania IV, acontecerá dia 04 de junho e o será refletido a introdução as sagradas escrituras.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Redes Sociais

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!